Para ler NO Deserto

“Agora, pois, dá-me este monte de que o Senhor falou naquele dia; porque tu ouviste, naquele dia, que estavam ali os anaquins, bem como cidades grandes e fortificadas. Porventura o Senhor será comigo para os expulsar, como ele disse.”(Josué 14:12)

VISITANTE NUMERO


Visualizar estatísticas do Blog

PÁGINAS DO BLOG

domingo, 14 de outubro de 2012

O MÉDICO DOS MÉDICOS

O MÉDICO DOS MÉDICOS



Em tudo somos atribulados, mas não angustiados; perplexos, mas não desanimados. Perseguidos, mas não desamparados; abatidos, mas não destruídos; Trazendo sempre por toda a parte a mortificação do Senhor Jesus no nosso corpo, para que a vida de Jesus se manifeste também nos nossos corpos; E assim nós, que vivemos, estamos sempre entregues à morte por amor de Jesus, para que a vida de Jesus se manifeste também na nossa carne mortal. De maneira que em nós opera a morte, mas em vós a vida. E temos, portanto, o mesmo espírito de fé, como está escrito: Cri, por isso falei; nós cremos também, por isso também falamos. Sabendo que o que ressuscitou o Senhor Jesus nos ressuscitará também por Jesus, e nos apresentará convosco. Porque tudo isto é por amor de vós, para que a graça, multiplicada por meio de muitos, faça abundar a ação de graças para glória de Deus.
Por isso não desfalecemos; mas, ainda que o nosso homem exterior se corrompa, o interior, contudo, se renova de dia em dia.
Porque a nossa leve e momentânea tribulação produz para nós um peso eterno de glória mui excelente; Não atentando nós nas coisas que se vêem, mas nas que se não vêem; porque as que se vêem são temporais, e as que se não vêem são eternas.

                Nossa família está unida em oração, crendo que efetivamente TODAS as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus (Romanos 8:28). Me recordo daquela noite, na véspera de ser operado do tumor na cabeça, em que nos encontrávamos naquele quarto de hospital reunidos. O médico havia acabado de ir dar as últimas recomendações antes da cirurgia, tendo me informado na ocasião que se tratava de cirurgia muito delicada, que provavelmente eu perderia os movimentos do lado esquerdo do corpo (sou canhoto), mas que em um ano provavelmente poderia voltar a andar, necessitando de medicamentos controlados o resto da vida. Naquele ambiente de hospital oramos, e recebemos de Deus tremenda PAZ que quando a enfermeira entrou no quarto para aplicar-me medicação  nos encontrou em tamanha confraternização e alegria, comendo pizza com coca-cola e brincando que ela teve que perguntar: quem é o doente?  Quando me apresentei, voltando para a cama (tinha bastante gente no quarto, parecia uma comemoração) ela me perguntou: O senhor vai operar da cabeça amanhã cedo? Vocês estão tão calmos!
                Jesus nos disse: Deixo-vos a PAZ, a minha paz vos dou. Que essa PAZ, que inundou aquele quarto de hospital e que hoje toma conta do meu coração, esteja também nos corações do FRED da DÉBORA e do valente DAVÍ, escancarando para o mundo que cremos verdadeiramente naquele que é criador de todas as coisas e que nEle descansamos. DEUS já fez o milagre, conhece cada célula de nosso corpo e é soberano em nossas vidas.

Dálton Curvello

sábado, 7 de janeiro de 2012

Inscreva seu e-mail e fique por dentro das atualizações!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...