Para ler NO Deserto

“Agora, pois, dá-me este monte de que o Senhor falou naquele dia; porque tu ouviste, naquele dia, que estavam ali os anaquins, bem como cidades grandes e fortificadas. Porventura o Senhor será comigo para os expulsar, como ele disse.”(Josué 14:12)

VISITANTE NUMERO


Visualizar estatísticas do Blog

PÁGINAS DO BLOG

sábado, 12 de junho de 2010

Pare e pense

"Confessai as vossas culpas uns aos outros, e orai uns pelos outros, para que sareis. A oração feita por um justo pode muito em seus efeitos."(Tiago 5:16)

Você crê no poder da oração?
Já viveu alguma situação em que se sentia só e desamparado, e mais tarde pôde sentir que Deus esteve contigo?
Tem dias em que você pensa que Deus está distante?
Veja o vídeo abaixo, da MISSÃO PORTAS ABERTAS, um testemunho verdadeiro do cuidado de Deus, um exemplo de fé e perseverança:




sexta-feira, 11 de junho de 2010

Pare e pense

“E aconteceu que, assim que Moisés acabou de falar, a terra se abriu debaixo deles e os engoliu com as suas famílias, junto com todos os seguidores de Corá e tudo o que eles tinham. Assim, desceram vivos para o mundo dos mortos, eles e tudo o que possuíam. A terra os cobriu, e eles desapareceram.” (Números 16:31 a 33)
                O capítulo 16 trata da rebelião de Corá e seus seguidores. Gostaria de chamar sua atenção para a extensão das consequências dessa atitude de Corá. As consequências de seus atos atingiram todos os que estavam sob sua responsabilidade! Diz a palavra de Deus que a terra engoliu eles e suas famílias, e tudo o que eles possuíam! E não foi só isso. No dia seguinte, o povo voltou a murmurar, trazendo como consequência uma praga que matou catorze mil e setecentos! Graças a Deus pela sua infinita GRAÇA e misericórdia, pois se Ele agisse com o mesmo rigor nos dias de hoje, a maioria das igrejas teria muitos velórios, não é mesmo? Pense a respeito e tenha temor, principalmente quanto à sua responsabilidade perante Deus com relação àqueles que dependem de você. Suas decisões podem trazer consequências a todos os seus.

quinta-feira, 10 de junho de 2010

Pare e pense

“Todos vocês que obedecem a Deus, o SENHOR, alegrem-se por causa daquilo que ele tem feito! Louvem a Deus, todas as pessoas honestas. Toquem lira em louvor ao SENHOR, cantem louvores com acompanhamento de harpas de dez cordas. Cantem a Deus uma nova canção, toquem harpa e gritem bem alto. As palavras do SENHOR são verdadeiras; tudo o que ele faz merece confiança. O SENHOR Deus ama tudo o que é certo e justo; a terra está cheia do seu amor. Por meio da sua palavra, o SENHOR fez os céus; pela sua ordem, ele criou o sol, a lua e as estrelas. Deus juntou os mares num lugar só e guardou os oceanos em reservatórios. Que toda a terra tema a Deus, o SENHOR! Que todos os habitantes do mundo o temam! Pois ele falou, e o mundo foi criado; ele deu ordem, e tudo apareceu.” (SALMOS 33:1 a 9) 
       O Salmista convida a todos aqueles que obedecem a Deus a se alegrar, com instrumentos de todo tipo, cantando e gritando! Ao ler esse texto da Bíblia, sentimos renovar nossas forças, declarando que TUDO o que Deus faz merece confiança! Ele tem palavras VERDADEIRAS e enche a terra com seu AMOR. Na meditação de ontem lemos que “Deus não é como os homens, que mentem; não é um ser humano, que muda de idéia. Quando foi que Deus prometeu e não cumpriu?” Hoje em dia, quando tantas pessoas se relacionam com Deus como se ele fosse um ser temperamental, suceptível a variações de humor, e outros como se Ele fosse um policial escondido, pronto para apresentar uma multa (no caso, um castigo) ao menor deslize, precisamos firmar nossa fé na Palavra de Deus, certos de que tudo o que temos, somos e recebemos é apenas produto de sua infinita e maravilhosa GRAÇA, e jamais por merecimento. Adore a Deus neste dia (e em todos os dias de sua vida), “Pois ele falou, e o mundo foi criado; ele deu ordem, e tudo apareceu”.

quarta-feira, 9 de junho de 2010

Pare e pense

“Deus não é como os homens, que mentem; não é um ser humano, que muda de idéia. Quando foi que Deus prometeu e não cumpriu? Ele diz que faz e faz mesmo.Recebi ordem para abençoar; ele abençoou, e eu não posso mudar nada.” (Números 23:19 a 20).
                É a história de Balaque e Balaão. Neste episódio teve até jumenta falando( Números 22:28)! E em todas as tentativas de amaldiçoar o povo de Deus, Balaão só conseguia abençoar! Se você é desses que fica impressionado com tudo, e que acredita que “praga de urubu magro pega em cavalo gordo”, leia com atenção. No versículo 23 está muito bem explicado: “A feitiçaria e a adivinhação não valem nada contra o povo de Israel. Agora todos dirão a respeito desse povo: Vejam só o que Deus tem feito!”. Você crê nisto? Se você foi lavado pelo sangue do cordeiro, saiba que “Contra sua vida, meu irmão, não vale encantamento”., e ainda que tentem te amaldiçoar, Deus SEMPRE transforma a maldição em bênção! Você pode dizer comigo um ALELUIA? Amém!

terça-feira, 8 de junho de 2010

Pare e pense

 “Sadraque, Mesaque e Abede-Nego responderam assim: — Ó rei, nós não vamos nos defender. Pois, se o nosso Deus, a quem adoramos, quiser, ele poderá nos salvar da fornalha e nos livrar do seu poder, ó rei. E mesmo que o nosso Deus não nos salve, o senhor pode ficar sabendo que não prestaremos culto ao seu deus, nem adoraremos a estátua de ouro que o senhor mandou fazer.” (Daniel 3:16 a 18)
                Sadraque, Mesaque e Abede-Nego estavam na frente da pessoa mais poderosa do mundo da época, que havia subjugado seu povo e levado a maior parte cativa para Babilônia. Eles haviam sido nomeado governadores e isso levantou sentimentos de inveja em outros nobres da Babilônia, que ardilosamente tramaram essa situação para eliminar esses três nobres Judeus.
                O que me chama a atenção nesse episódio é a fala desses três personagens, em resposta ao rei: “E mesmo que o nosso Deus não nos salve, o senhor pode ficar sabendo que não prestaremos culto ao seu deus, nem adoraremos a estátua de ouro que o senhor mandou fazer.” Meditando nessa palavra,  fiquei a imaginar como as pessoas de nossa época agiriam? Esses três deram testemunho inconteste de um relacionamento puro e sincero com Deus, não visando próprios interesses, não interessados em progresso material, mas relacionamento baseado no conhecimento de Deus e do que Ele tem para as nossas vidas! Você seria capaz de pronunciar algo semelhante, ao enfrentar uma situação praticamente impossível e onde a superação dependesse unicamente da vontade de Deus?
                É realmente maravilhoso demais poder declarar que “Pois, se o nosso Deus, a quem adoramos, quiser, ele poderá nos salvar da fornalha e nos livrar do seu poder, ó rei!” Mas será que daríamos conta de declarar isso, de todo o coração, e ainda completar como aqueles três jovens, informando ao rei que mesmo que Deus não nos salve, vamos manter firme a nossa fé. A maioria das pessoas hoje em dia se relaciona com Deus de maneira diferente, exigem resultados, querem receber, receber, receber. E quando não recebem, reclamam, ficam investigando possíveis “brechas”, alguns até rebelam-se e passam a declarar-se ateus, como crianças embirradas fazendo pirraça para o papai...
                Busquemos de coração um relacionamento puro e sincero com Deus, não baseado em interesses, não para ser usado como moeda de troca ou amuleto gospel, mas entregues totalmente à sua vontade. Voce saberá que está sendo assim em sua vida quando for capaz de declarar como aqueles três jovens, prestes a adentrar à fornalha ardente e que não titubearam em dizer que mesmo que Deus não os livrasse daquela fornalha, eles continuariam firmes em sua fé, perseverantes morreriam queimados (literalmente).
“Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração; prova-me, e conhece os meus pensamentos; vê se há em mim algum caminho perverso, e guia-me pelo caminho eterno.”    (Salmo 139:23 e 24)

segunda-feira, 7 de junho de 2010

Pare e pense

“Josué terminou, dizendo: — Portanto, agora temam a Deus, o SENHOR. Sejam seus servos sinceros e fiéis. Esqueçam os deuses que os seus antepassados adoravam na Mesopotâmia e no Egito e sirvam o SENHOR. Mas, se vocês não querem ser servos do SENHOR, decidam hoje a quem vão servir. Resolvam se vão servir os deuses que os seus antepassados adoravam na terra da Mesopotâmia ou os deuses dos amorreus, na terra de quem vocês estão morando agora. Porém eu e a minha família serviremos a Deus, o SENHOR.”(Josué 24:14 a 15)
                Josué já era um ancião, reúne todos os líderem em Siquém, relembra os feitos de Deus, como Ele cumpriu todas as suas promesas, e conclui exortando todo o povo a temer a Deus e serví-lo com sinceridade de coração, a abandonar os deuses estranhos e servir ao Senhor. Termina seu discurso afirmando que “Eu e a minha família serviremos a Deus”. O que me chama a atenção é que após o povo responder que serviriam a esse Deus, Josué manda (verículo 23) jogar fora os deuses estranhos que estavam com eles. Deuses estranhos? Isso mesmo. Depois de tudo o que passaram, ainda guardavam deuses estranhos! E você? Quais deuses estranhos você tem guardado em sua vida? Jogue fora hoje! 
                Muitas pessoas estão, ainda hoje, comportando-se como esse povo. Clamam pelo Senhor, declaram com a boca crer nele, até decoram alguns (ou muitos) versículos. Mas insistem em manter deuses estranhos em suas vidas. E por deuses estranhos entenda-se tudo aquilo que colocamos em nossas vidas tendo mais importância que Deus, ou que em algum momento o substituímos. Um exemplo disso é a prática até comum nos meios new-evangélicos aonde irmãos vagueiam pela cidade em busca de uma palavra profética, consultam outros irmãos como se estivessem numa consulta a uma "benzedeira" ou "cartomante". Jogue fora hoje! Abandone qualquer prática que signifique um deus estranho, sirva e adore ao único e verdadeiro Deus. Saiba que Ele fala ao seu coração, sem necessidade de "atravessadores", mas através de seu Espírito Santo, o qual recebemos como selo da promessa:
“Mas isto é o que foi dito pelo profeta Joel: E nos últimos dias acontecerá, diz Deus, Que do meu Espírito derramarei sobre toda a carne; E os vossos filhos e as vossas filhas profetizarão, Os vossos jovens terão visões, E os vossos velhos terão sonhos; E também do meu Espírito derramarei sobre os meus servos e as minhas servas naqueles dias, e profetizarão;”( Atos 2:16 a 18)

domingo, 6 de junho de 2010

Pare e pense

DEUS, ou o Gênio da Lâmpada?


                    "Porque ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto na vide; ainda que decepcione o produto da oliveira, e os campos não produzam mantimento; ainda que as ovelhas da malhada sejam arrebatadas, e nos currais não haja gado;Todavia eu me alegrarei no Senhor; exultarei no Deus da minha salvação." (Habacuque 3:17 e 18)

         Como tem sido seu relacionamento com Deus? Em nossa sociedade consumista e imediatista, a declaração de Habacuque está cada dia mais fora de moda, hoje o que dá ibope nas igrejas é "exigir bênçãos" de Deus, um ambiente em que só há espaço para vencedores, aonde "vencedores" tem o significado do mundo sobre vencer, ous seja: ir bem economico-financeiramente, sem doenças ou crises de quaisquer espécies. Não é o que Habacuque declara, concorda? Creio que devemos rever o conceito de "vencedor", passar a entender com o significado que Deus tem para esse termo. Calebe foi vencedor, mesmo sofrendo provações durante a maior parte de sua vida terrena; Paulo foi vencedor, mesmo terminando seus dias encarcerado, perseguido, injustiçado pelos homens; João foi vencedor, mesmo exilado na ilha de Patmos até à morte; Estêvão foi vencedor, mesmo tendo sido apedrejado pela multidão (lembra o que eu já falei sobre multidão?) ensandecida. 
          E você, o que precisa para ser feliz, e considerar-se vencedor? PENSE NISTO.
Abaixo, um vídeo excelente, de nosso irmão e amigo Hermes C. Fernandes, sobre o tema de hoje. Recomendo seu blog: http://hermesfernandes.blogspot.com/  , desse irmão que podemos chamar de um dos profetas da nova geração. E digo profeta no verdadeiro sentido bíblico para essa atividade. Se olharmos com atenção, todos os profetas (de Deus) citados na Bíblia foram homens que se levantaram contra a ordem estabelecida, quando esta ordem estava em desacordo com a vontade de Deus. Homens que tiveram a ousadia de transmitir a mensagem de Deus aos homens, sem visar benefício próprio, pelo contrário, sendo perseguidos pelas pessoas que desejavam (e ainda desejam) manipular Deus como se Ele fosse o seu gênio da lâmpada particular.
Ouça, grave, divulgue. Essa mensagem deveria alcançar toda a terra:

Inscreva seu e-mail e fique por dentro das atualizações!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...