Para ler NO Deserto

“Agora, pois, dá-me este monte de que o Senhor falou naquele dia; porque tu ouviste, naquele dia, que estavam ali os anaquins, bem como cidades grandes e fortificadas. Porventura o Senhor será comigo para os expulsar, como ele disse.”(Josué 14:12)

VISITANTE NUMERO


Visualizar estatísticas do Blog

PÁGINAS DO BLOG

sábado, 11 de junho de 2011

O QUE REALMENTE CONTA

O QUE REALMENTE CONTA

“E, partindo Jesus dali, seguiram-no dois cegos, clamando, e dizendo: Tem compaixão de nós, filho de Davi. E, quando chegou à casa, os cegos se aproximaram dele; e Jesus disse-lhes: Credes vós que eu possa fazer isto? Disseram-lhe eles: Sim, Senhor. Tocou então os olhos deles, dizendo: Seja-vos feito segundo a vossa fé. E os olhos se lhes abriram.” (Mateus 9:27 a 30)

Deus tem falado muito comigo nos últimos dias a respeito de restauração, a respeito de viver com Ele e através dEle a cada dia uma nova história.
Uma frase que tem martelado em minha cabeça é a seguinte: “No final, o que realmente conta, não é quantas vezes você caiu, mas sim quantas você se levantou.”
Não se deixe abater, caro leitor. Nos próximos dias estarei postando algumas mensagens abordando esse tema, falando de atravessar desertos e alcançar oásis, manter a fidelidade a Deus e ser levado por Ele à vitória, sempre.
O segredo? Veja a mensagem da música abaixo...

sexta-feira, 10 de junho de 2011

O SUPER-HOMEM NÃO EXISTE! O SUPER-PASTOR TAMBÉM NÃO!...

O SUPER-HOMEM NÃO EXISTE!
O SUPER-PASTOR TAMBÉM NÃO!...


Por Júnior Rubira
Todos conhecem a história do homem com poderes excepcionais que salva a humanidade de seus maiores temores através de batalhas épicas contra grandes vilões, sem dúvidas a história de Clark Kent é um sucesso, do mais novo ao mais velho todos já ouviram algo sobre o homem invencível. Óbvio que todos sabem que a história é apenas uma ficção e que o herói de milhões de crianças jamais existiu realmente.

Mas há muitos que acreditam que são super-heróis, homens e mulheres, dotados de poderes e que podem salvar o mundo através de sua força, a estes eu chamo pastores. Claro que não é a minha intenção generalizar este pensamento a todos os pastores que existem, mas quero me dedicar a uma classe "pastoral" que julga ser invencível, que julga ser capaz de salvar a humanidade por seus próprios esforços.


Normalmente o cara que se caracteriza por ser um Super-Pastor reinvindica para si ter um super poder espiritual capaz de redimir as mazelas da humanidade e acabar com todos os seus vilões, no caso demônios, sendo desta maneira seguido e admirado por milhares. As pessoas que seguem um Super-Pastor esperam dele em todas as suas tribulações a solução para os seus problemas, o camarada se torna o centro de todas as notícias e aplausos a cada "salvamento" realizado.

Porém estes Super-Pastores que gostam de aparecer e gostam de destacar seu poder são completamente diferentes do super-herói da DC Comics, Clark era um anônimo e fazia de tudo para manter seu anonimato, já os Super-Pastores gostam dos palcos e honrarias que todos podem lhes oferecer, desde homenagens religiosas até benefícios políticos, ao contrário de Clark que nunca buscou benefício próprio através de seu poder. 

Estes Super-Pastores na verdade são o oposto de Cristo, na verdade a cruz para eles se tornou apenas uma fonte de renda, uma marca de propaganda pessoal. Jesus nunca buscou lucrar com seu serviço aos homens, nunca vendeu poder espiritual, nunca buscou glórias humanas, nunca buscou aplausos ou benefícios políticos.

Mesmo com todas as diferenças os pilantras da fé ainda ousam dizer que são servos de Jesus, porém não lhe seguem o exemplo!

Mas há um problema, o Superman era inabalável, até que fosse exposto a uma pedra de Kryptonita que o enfraquecia radicalmente, nesses casos ele acabava por ser severamente castigado por seus adversários, o mesmo ocorre com os Super-Pastores pois uma vez inabaláveis há algo que os enfraquece e os lança na ruína, a soberba!

Os grandes "homens de deus" acabam desmascarados e arruinados devido a grande soberba que carregam no coração, por ela eles são levados até o mais profundo da corrupção e acabam por desvendar o verdadeiro caráter que possuem, trazendo apenas vergonha para os genuínos seguidores de Jesus Cristo. Super-Pastores não existem, eles sempre acabam envergonhados e derrotados pelos próprios desejos egoístas que possuem.

Eu não acredito em Super-Pastor, e sim nEle, O Bom Pastor!

Deus vos abençoe!
Extraído de: WebEvangelista.com

quarta-feira, 8 de junho de 2011

RECEITA CONTRA A INSÔNIA

RECEITA CONTRA INSÔNIA


“Há muitas pessoas que oram assim: Dá-nos mais bênçãos, ó SENHOR Deus, e olha para nós com bondade! Mas a felicidade que pões no meu coração é muito maior do que a daqueles que têm comida com fartura. Quando me deito, durmo em paz, pois só tu, ó SENHOR, me fazes viver em segurança.” (Salmos 4:6 a 8 NTLH)

Dálton Curvello
Nos dias de hoje, conturbados por tantos anseios (e receios), quando os jornais insistem em estampar a cada dia matérias maissanguinolentas, muitas das igrejas ditas evangélicas pregam o evangelho fácil, em que Deus deve agir como o gênio da lâmpada, e as pessoas são levadas a valorizar cada vez mais o quanto conseguem arrancar desse Deus, em matéria de bênçãos materiais, essa situação toda acaba gerando tamanha ansiedade que literalmente “tira o sono”.

No entanto, na Bíblia ( a mesma que esses irmãozinhos carregam debaixo do braço, mas insistem em não ler) está a receita contra toda e qualquer insônia. Leia todo o Salmo 4, e veja maravilhado o quanto nosso Deus é maravilhoso, bondoso, misericordioso. Declare como o Salmista:  Há muitas pessoas que oram assim:  Dá-nos mais bênçãos, ó SENHOR Deus, e olha para nós com bondade! Mas a felicidade que pões no meu coração é muito maior do que a daqueles que têm comida com fartura”. As pessoas ao nosso redor andam oprimidas, tensas, sem PAZ, pois buscam com veemência possuir, mas o que lemos (você pode declarar isso?) é que Enquanto existem tantas pessoas que oram pedindo a Deus mais e mais bênçãos, nós podemos declarar que a felicidade (a paz, a alegria, a serenidade) que DEUS põe em nosso coração é muito (mas muito mesmo!)MAIOR do que a daqueles que possuem tantas coisas. E é exatamente essa serenidade do coração que nos possibilita declarar junto com o Salmista: “. Quando me deito, durmo em paz, pois só tu, ó SENHOR, me fazes viver em segurança.”

Entenda que é apenas DEUS, e unicamente ELE que nos proporciona essa maravilhosa, indescritível, infinita e absurda PAZ, não como a que o mundo dá, mas aquela prometida por Jesus em João 14:27. Uma PAZ que o mundo não pode dar (e nem compreender), aquela PAZ que te faz permanecer tranqüilo mesmo quando tudo à sua volta está ruindo, uma PAZ aonde toda a segurança do mundo é lixo.

Certa vez, quando eu trabalhava no Mato Grosso, conheci um cliente do banco que pode ilustrar muito bem o que eu digo. Fazendeiro bem sucedido, comprou uma linda casa, uma camionete “ultimo tipo”, com todos os acessórios disponíveis na época (lembro que o seguro ficou uma nota...). Para minha surpresa, esse cliente em poucos meses voltou à agência para cancelar o seguro da camionete chiquérrima. Perguntei-lhe o porquê, e ele me respondeu que havia vendido a tal camionete, pois desde que a adquiriu não conseguia dormir à noite, levantando várias vezes para conferir se ela ainda estava na garagem. Disse que não tinha mais paz nem para andar na rua, com medo de ser assaltado. Percebe a diferença? Mesmo possuindo o melhor veículo da cidade, com seguro inclusive, sua PAZ, sua alegria com esse bem precioso desapareceu, deixando em seu lugar ansiedademedo, frustração,  sentimentos que lhe consumiam por dentro. Preferiu livrar-se daquela camionete. Percebe a diferença entre a PAZ QUE Deus oferece e aquela que o mundo dá?

Se você sofre com esse mal (insônia), ore neste momento a DEUS, declare como o Salmista, e receba DELE essa PAZ que te faz dormir tranqüilo, mesmo durante o pior terremoto que possa existir.

 PENSE NISTO

terça-feira, 7 de junho de 2011

CADÊ O PECADO QUE ESTAVA AQUI?

Cadê o pecado que estava aqui?


Alan Brizotti
Nos últimos dias uma pergunta irritante tem me perseguido: o que aconteceu com o pecado?

Ou o povo anda muito santo... ou foi o pecado que fez as malas e foi embora! Também, com tanto apóstolo, bispo, herói, mulher maravilha, campeão, vitorioso, vice-Deus... O pecado deve estar com vergonha dos crentes.

Outra pergunta igualmente irritante insiste em me atormentar: se ninguém mais peca, o que fazemos com Cristo? E a cruz? A quem ela confronta? Pra quê, afinal, olhar para o sacrifício da cruz?Aliás, se ninguém mais peca, o que a gente anda fazendo na igreja com aquelas orações todas, aqueles cânticos e aquele livro... a Bíblia (lembra?)

Está se fortalecendo na mentalidade gospel um novo pecado: menos nocivo, menos fedido, menos feio, menos agressivo. Mais light, mais flex, mais clean. Mais dissimulado, mais perigoso, mais nojento, mais anti-Deus. É o ateísmo do coração: "Diz o tolo em seu coração: não há Deus" (Sl. 14). Esse novo pecado é a marca do velho homem.

Essa nova igreja - sem pecado - mas com muito dinheiro, acha que pode comprar o céu, atingir a Majestade nas alturas com seus gritinhos frenéticos de "tome posse!" Uma igreja cheia de gente, mas vazia de Deus. Uma igreja, como disse John Stott numa entrevista recente, "com 5 mil quilômetros de extensão, por 5 centímetros de profundidade". Igreja da facilidade, casa da neurose, ambiente de paixões efêmeras.

Meu amigo leitor desse espaço perigoso: pecado ainda é pecado e só sai pela boca! É confessando - e deixando - que a gente alcança misericórdia (Pv. 28. 13). O pecado ainda fere, arrasa, adultera, desconfigura, bestializa, violenta a pureza. Ainda machuca o coração de Deus. Mas, como o apóstolo Paulo mesmo bradou: "... Mas onde aumentou o pecado, transbordou a graça" (Rm. 5. 20).

Como dizia Lutero: "Não tenho nenhum outro nome: Pecador é meu nome, Pecador é meu sobrenome".

Até mais... pecador
Alan Brizotti, o principal
Extraído de ALANBRIZOTTI

segunda-feira, 6 de junho de 2011

VOCÊ É UM CARA LEGAL?

VOCÊ É UMCARA LEGAL?

“Por isso nenhuma carne será justificada diante dele pelas obras da lei, porque pela lei vem o conhecimento do pecado. Mas agora se manifestou sem a lei a justiça de Deus, tendo o testemunho da lei e dos profetas; Isto é, a justiça de Deus pela fé em Jesus Cristo para todos e sobre todos os que crêem; porque não há diferença. Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus; Sendo justificados gratuitamente pela sua graça, pela redenção que há em Cristo Jesus. Ao qual Deus propôs para propiciação pela fé no seu sangue, para demonstrar a sua justiça pela remissão dos pecados dantes cometidos, sob a paciência de Deus; Para demonstração da sua justiça neste tempo presente, para que ele seja justo e justificador daquele que tem fé em Jesus.” (Romanos 3:20 a 26)

                Você se considera uma pessoa justa? Compara-se com outros,pesando-se na própria “balança moral” e acha que está fazendo tudo certo, e que Deus lhe deve uma? Assista ao vídeo abaixo,dica do nosso irmão @pedrokarneiro,via twitter:

domingo, 5 de junho de 2011

KARI JOBE – YOU ARE FOR ME


KARI JOBE – YOU ARE FOR ME

“Não temas, porque eu sou contigo; não te assombres, porque eu sou teu Deus; eu te fortaleço, e te ajudo, e te sustento com a destra da minha justiça.”(Isaías 41:10)  

Adore a Deus através desse excelente vídeo, dica do @vagnaocom!


DEPOIMENTO DE UM EX-CEGO

DEPOIMENTO DE UM  EX-CEGO
  

“Então levaram aos fariseus o homem que havia sido cego. O dia em que Jesus havia feito lama e curado o homem da cegueira era um sábado. Aí os fariseus também perguntaram como ele tinha sido curado. — Ele pôs lama nos meus olhos, eu lavei o rosto e agora estou vendo — respondeu o homem. Alguns fariseus disseram: — O homem que fez isso não é de Deus porque não respeita a lei do sábado. E outros perguntaram: — Como pode um pecador fazer milagres tão grandes? E por causa disso houve divisão entre eles. Então os fariseus tornaram a perguntar ao homem: — Você diz que ele curou você da cegueira. E o que é que você diz dele? — Ele é um profeta! — respondeu o homem. Os líderes judeus não acreditavam que ele tinha sido cego e que agora podia ver. Por isso chamaram os pais dele e perguntaram: — Esse homem é filho de vocês? Vocês dizem que ele nasceu cego. E como é que agora ele está vendo? Os pais responderam: — Sabemos que ele é nosso filho e que nasceu cego. Mas não sabemos como é que ele agora pode ver e não sabemos também quem foi que o curou. Ele é maior de idade; perguntem, e ele mesmo poderá explicar. Os pais disseram isso porque estavam com medo, pois os líderes judeus tinham combinado expulsar da sinagoga quem afirmasse que Jesus era o Messias. Foi por isso que os pais disseram: “Ele é maior de idade; perguntem a ele.” (JOÃO 9:13 a 23)

Dálton Curvello
Os religiosos de plantão, aqueles que se consideravam os “donos da sinagoga” interrogavam o homem que havia sido curado de cegueira. Interessante percebermos nitidamente que os cegos na realidade são aqueles religiosos, presos em seu conceito humano de religião se tornaram incapazes de enxergar o milagre de Deus na vida daquele homem.

Quantas pessoas agem da mesma forma hoje em dia? Líderes religiosos que criam estereótipos, criam regras aonde Deus tem que se encaixar, não sendo reconhecido caso Ele não se submeta às suas regras. Naquela ocasião os fariseus entendiam que, para ser Deus, Ele não poderia curar no sábado, não poderia operar milagres se não fosse por intermédio de algum figurão da estrutura burocrático-religiosa instituída. Hoje, isso se traduz em exigências aos membros, em querer que Deus, como os fariseus exigiam naquela época, se submeta à hierarquia religiosa dominante, operando sinais e maravilhas apenas sob a placa de sua denominaçãozinha. Criam títulos para sí mesmos, e acham que esse título foi dado por Deus, se autodenominam "Apóstolos", "Pai-póstolos", "patriarcas" e tantas aberrações.

Usam as ovelhas como seu rebanho particular, ensinando superstições-gospel, criando estórias para dominar a mente de pessoas indefesas espiritualmente. Notem que os fariseus citados no texto, apenas porque Jesus operou a cura num sábado, já concluíram que Ele não poderia estar fazendo isto da parte de Deus: Alguns fariseus disseram: — O homem que fez isso não é de Deus porque não respeita a lei do sábado. Alguns chegaram a duvidar que homem tivesse sido cego, interrogando os pais dele a respeito! Perceba que por trás de toda a história estava a decisão já tomada de expulsar da Sinagoga qualquer um que afirmasse que Jesus era o Messias. Um povo passa séculos esperando a chegada do Messias, e quando este se apresenta, eles estão tão cegos pelas regras que eles criaram, costumes inventados pelos homens, que sequer O reconhecem!

Será que não estamos fazendo a mesma coisa nos dias atuais? Volte-se para a Bíblia, caro leitor! É lá que vamos encontrar a sabedoria e o conhecimento necessários para nos identificarmos com o criador. A essas pessoas que não conseguiam enxergar a divindade de Jesus, Ele declarou:“Errais, não conhecendo as escrituras, nem o poder de Deus.                                                                 

Inscreva seu e-mail e fique por dentro das atualizações!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...