Para ler NO Deserto

“Agora, pois, dá-me este monte de que o Senhor falou naquele dia; porque tu ouviste, naquele dia, que estavam ali os anaquins, bem como cidades grandes e fortificadas. Porventura o Senhor será comigo para os expulsar, como ele disse.”(Josué 14:12)

VISITANTE NUMERO


Visualizar estatísticas do Blog

PÁGINAS DO BLOG

sexta-feira, 4 de março de 2011

A MISERICÓRDIA ESTÁ MORRENDO?

A MISERICÓRDIA ESTÁ MORRENDO?


“Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia.” (Mt 5. 7) 
André Sanchez 
Todos nós precisamos rever o nível de misericórdia que temos tido em nossas vidas. Hoje, aqui em minha cidade choveu. Assim que estiou fui fazer uns trabalhos na rua e à minha frente ia andando uma velhinha bem idosa, que andava até com certa dificuldade. De repente passa um carro em alta velocidade, propositalmente numa poça de água, e a molha toda. Que falta de misericórdia, que falta de respeito, de amor, de consideração... de bondade. Este tipo de atitude se repete todos os dias em nossa sociedade. Multiplicam-se as situações que demonstram como a misericórdia está em baixa atualmente. Parece que ela está morrendo na vida das pessoas!

Misericórdia é ter bondade para com os necessitados. Bondade é fruto de um coração que ama, que respeita, que abençoa, que ajuda, que colabora. O egoísmo dos tempos atuais tem matado a misericórdia e transformado o mundo em um lugar frio e cruel. Até alguns que se dizem religiosos estão no grupo dos sem misericórdia, pois poucos ligam para os problemas das pessoas, preferem não se envolver, ainda que tenham possibilidades em mãos. 

O ensino do Mestre Jesus se torna, então, uma necessidade imediata. Incorporar a misericórdia à vida é assunto urgente. Isso se faz com atitudes concretas em direção ao próximo. Tiago diz: “Portanto, aquele que sabe que deve fazer o bem e não o faz nisso está pecando.” (Tg 4. 17). Não basta ter uma teoria em mente ou uma ideia na cabeça, é preciso colocar em prática, agir. 

Deus é o nosso maior exemplo de misericórdia. Não nos olhou como merecíamos; sempre nos ouve, nos abençoa, nos guarda, nos socorre quando precisamos. Até os maus são brindados com a misericórdia de Deus, que lhes dá a chuva, o sol, o alimento, as alegrias... a Sua Graça !

A promessa de Jesus ensina que aqueles que forem misericordiosos também alcançarão a misericórdia para as suas vidas, pois todos nós temos as nossas necessidades e precisamos receber misericórdia. Deus abençoa muito especialmente aqueles que andam da forma que Ele deseja, por isso, Ele estende muito mais a sua misericórdia sobre os seus servos do que sobre aqueles que preferem andar contrários à Sua vontade. 

Por isso, pense: A misericórdia está morta em sua vida?

Extraído do blog: ESBOÇANDOIDÉIAS

quinta-feira, 3 de março de 2011

NEOPENTECOSTALISMO PINKY E CÉREBRO

 NEOPENTECOSTALISMO PINKY E CÉREBRO

Por João Rodrigo Weronka

No primeiro texto falei sobre algumas coisas e as relacionei diretamente ao movimento Neopentecostal, o que gerou alguns comentários de amigos.
É preciso deixar claro que não estou “combatendo por combater”. A proposta é expor em cinco textos alguns dos pontos mais falhos do movimento Neopentecostal, para dedicar o sexto texto a uma exposição diferenciada, embora todos os artigos não sejam apenas exposições de feridas, mas em caráter apologético, apontam para um caminho bíblico ortodoxo.

É preciso ressaltar que tais problemas não se restringem apenas ao movimento Neopentecostal, mas que se infiltraram nas diversas tradições, embora esteja muito mais evidente no segmento Neopentecostal.
Entretanto, fica claro que não cabe um pragmatismo raso nesta questão, já que é impossível tentar relacionar um movimento que dá mais ênfase a curas, dinheiro, soluções imediatistas, egocentrismo, hedonismo, materialismo, demônios e sacrifícios humanos com o cristianismo bíblico, e é isso que combato. Não é por acaso que recentemente uma denominação tradicional passou a considerar algumas Igrejas Neopentecostais como seitas.

Os que defendem esse modelo pragmático do Neopentecostalismo se assemelham àqueles que votam em políticos corruptos com base na falsa premissa: “Esse rouba, mas faz!”.
Explicado isso, vamos adiante! Neste texto, falarei sobre um assunto muito interessante: vamos conquistar o mundo!

A analogia da vez é com a série de desenhos “Pink e o Cérebro”.


Pink e o Cérebro
Quem não se lembra dessas duas figuras? Pink e o Cérebro são dois ratinhos brancos de laboratório que tramam os mais loucos planos para dominar o mundo, embora nunca exponha os motivos para tal empreitada esdrúxula.

Criada por Tom Ruegger e Steven Spielberg, a transmissão original se deu ao final da década de 90. A marca desta série é sem dúvida alguma a expressão presente no início e final de cada episódio:
Pink: - Cérebro, o que faremos amanhã à noite?
Cérebro: - A mesma coisa que fazemos todas as noites, Pink! Tentar conquistar o mundo!

Analisando essas figuras, temos mais um cenário Neopentecostal.

Pink, o rato mais alto, é magricelo, com dentes tortos e saltados e com atitudes infantis, de modo tão exagerado que beira o cúmulo da ignorância. É peça nas mãos de Cérebro, mas sempre comete besteiras agudas que estragam seus planos mirabolantes. As besteiras de Pink normalmente deixam Cérebro nervoso, mas ainda assim Pink o considera como um grande amigo.

Cérebro, o rato mais baixo, tem uma enorme cabeça, evidenciando sua grande massa cinzenta. Cobiçoso que é, vive tramando planos de conquista. Normalmente seus planos acabam por água abaixo, recheados com mancadas do Pink.

Mas e aí? Onde entram as esquisitices Neopentecostais?

Vou relacionar três delas:


a. Modelos de crescimento exponenciais: para muitos, falar a palavra discipulado é motivo de pânico. Quem quer que tenha participado desses movimentos (ou participa) deve ter ouvido algum líder berrando: “Eu vejo multidões atrás de você!”; “Deus te chamou para conquistar as nações!”; “Estamos no tempo da colheita, e essa é a visão!”; “Eu estou na visão!”; e por aí vai. Até 5 anos atrás, quem não tinha adotado algum movimento de crescimento estava por fora. Era só mais um cristão antigo, que não tinha captado a estratégia de conquista.

Vale o adendo: eu conheço pessoas que filtraram os ensinos desses movimentos e, ao trabalhar com grupos de edificação e crescimento espiritual tiveram resultados positivos. Mas estou aqui tratando das esquisitices destes movimentos que, sejamos francos, causaram muito mais feridas que qualquer outra coisa. Poucos são os que tiveram respeito suficiente pelas pessoas para que tais se tornassem verdadeiros cristãos. A maioria usou dos métodos como instrumento de domínio.

Assim como Cérebro, os líderes viviam forçando seus “Pinks” a “conquistar o mundo”. Forçando multiplicações celulares, impondo sua ideologia e, assim como Cérebro, sua cobiça sem fim, afinal, para tais homens, igreja cheia é sinal de sucesso (para eles, sucesso financeiro principalmente).
Eu fui “Pink” por muito tempo e falo com propriedade. Hoje, nenhum Cérebro me domina, a não ser Cristo, cabeça da igreja.


b. Atos Proféticos: conquista de cidades, estados e nações: é duro saber que ainda nos dias de hoje essa prática perdura. Muitos crentes ainda vivem debaixo de ensinos mágico-gospel liberando sua voz profética determinando um sem fim de vitórias. Como um abracadabra, querem “conquistar o mundo” na marra.

A cidade onde moro, São José dos Pinhais – PR, viu nos últimos anos inúmeras entregas das “chaves da cidade para Jesus”. Foram tantas e tantas chaves passadas por políticos que, brincadeiras a parte, deu para montar um belo molho de chaves para Jesus. Nada mais que misticismo travestido de cristianismo.
Você deve ter visto em sua cidade tal cena também. Nessa ânsia de encher templos e bolsos, muitos desses “Cérebros” tem feito uso de um sem número de “Pinks” para poder “conquistar o mundo”. O problema dessa dominação acaba desdobrando-se em outros níveis da vida dos crentes, onde o líder é o guru exclusivo para assuntos aleatórios.


c. Sacerdócio: é fato, a maioria das pessoas que hoje entram numa igreja vêem em seu líder um ser místico e mágico-religioso, ou um pai, ou o melhor amigo, etc. Muitos acabam por se submeter a regimes paramilitares-eclesiásticos. Nesses regimes, o Cérebro é o referencial para tudo, e Pink fica a mercê de seus mandos e desmandos.

Tenho uma pessoa próxima que esteve por anos numa denominação pentecostal histórica. Hoje ela faz parte de uma denominação Neopentecostal da onda neoapostólica, e segundo ela está com todos os dias da semana “dedicados à obra”. Como ela mesmo me disse: “fora do trabalho, não me sobra tempo pra mais nada”. Me pergunto o que é isso?! A família, os relacionamentos, a própria vida com Deus é substituída pelo ministério, pelas funções, pelos cargos e afins.

O sacerdote Cérebro é inquestionável, ele é a voz de Deus e ai se Pink questionar seus mandos, é um rebelde! Cérebro manda: “Pink, devemos estar aqui, totalmente dedicados para conquistar esse mundo!”.
Vi um Cérebro desses no meu passado. O controle era tanto que até relatório financeiro era solicitado. Era preciso prestar contas do que era feito com o salário. Enfim, uma fanfarra gospel para que pudéssemos “conquistar o mundo”.


Voltemos ao Evangelho

Como não ser um Pink nas mãos de um Cérebro nesses dias tão fragmentados? Voltemos ao Evangelho.
A dedicação ao estudo da Palavra, o uso da racionalidade diante de cenários tão bizarros e o entendimento de que diante de Deus existe o sacerdócio universal dos santos, nos fará uma igreja mais próxima dos moldes gentílicos tão explícitos no Novo Testamento.

Amigo leitor, sugiro de imediato uma atitude para entendimento mais amplo do que é ser igreja: leia o Novo Testamento e faça um estudo mais enfático nas cartas do apóstolo Paulo. Peça ajuda ao professor da Escola Bíblica (sim, em alguns locais elas ainda existem!) de sua igreja para trabalhar com esse estudo. Compre um bom comentário bíblico e mãos à obra!

Estamos na Nova Aliança pelo Sangue de Cristo, espargido no Calvário, portanto, vivamos nela!

Toda honra e glória ao Senhor!

***

terça-feira, 1 de março de 2011

EVANGELHO DA VIDA REAL

EVANGELHO DA VIDA REAL




Do Senhor é a terra e tudo o que nela existe, o mundo e os que nele vivem; pois foi ele quem fundou-a sobre os mares e firmou-a sobre as águas. Quem poderá subir o monte do Senhor? Quem poderá entrar no seu Santo Lugar? Aquele que tem as mãos limpas e o coração puro, que não recorre aos ídolos nem jura por deuses falsos. Ele receberá bênçãos do Senhor, e Deus, o seu Salvador lhe fará justiça. São assim aqueles que o buscam, que buscam a tua face, ó Deus de Jacó.” (Salmos 24:1 a 6)

Dálton Curvello
No último domingo, tive o privilégio e a honra de presenciar algo que conforta nossos corações, dando a certeza de que, apesar de tantas notícias e mensagens exortativas falando dos desmandos, devaneios e desvios de igrejas pseudo-Cristãs, ainda existem igrejas genuinamente interessadas em realizar a missão que Deus tem dado.

Durante o culto, após o momento de louvor, vários jovens e adultos (umas vinte pessoas aproximadamente) foram chamados à frente para receber oração de envio. Após algumas semanas de preparação, de ação efetiva na arrecadação de donativos para flagelados das cheias que ocorreram no Rio e em Minas Gerais, esses irmãos estavam partindo para levar, em mãos, roupas, mantimentos e recursos em espécie. Conheço pessoalmente alguns deles, e sei do esforço sincero, alguns custeando as próprias despesas e ainda donativos às pessoas que sofrem com a tragédia ocorrida.

Pessoas se doando, a igreja envolvida, movendo-se em parceira com uma igreja Batista da região, partiriam (de Kombi) levando não apenas a singela oferta material, mas principalmente conforto espiritual, um ombro amigo, uma mão estendida para orar, compartilhar, auxiliar, de maneira REAL, e não apenas no faz-de-conta em que vivem tantas organizações por esse Brasil.

O pastor Paulo Júnior (Sal da Terra-Goiânia) deu uma palavra, baseando-se em 2Coríntios 2:8 “Por isso vos rogo que confirmeis para com ele o vosso amor.” Ao conclamar a igreja para ofertar naquele momento, o pastor falou algo que definitivamente diferencia a mensagem genuinamente Cristã daquela baseada na teologia da prosperidade dos vendilhões da fé.

O pastor falou a respeito da oportunidade de ofertar naquele momento especial, uma oferta de amor a ser encaminhada às pessoas que sofriam com a catástrofe. Chamou a atenção de toda a igreja alertando que oferta não é suborno, que oferta não é como aquela gorjeta que se dá a um garçom para ser melhor atendido. Não se pode oferecer propina para Deus. Ele disse (e eu concordo) que muitas pessoas julgam que podem negociar benesses com Deus em troca de ofertas, deixando bem claro que isso seria perda de tempo, que somente deveria ofertar quem o fizesse com alegria e sem interesse de qualquer retorno financeiro ou material.

Glória a Deus por revelar-me que Ele ainda mantém muitos genuínos homens de Deus, liderando pessoas genuinamente interessadas em buscar fazer a vontade do Pai. Parecia que Deus estava falando comigo, como falou com Elias em 1Reis 19:18.

Mas a noite ainda revelaria mais da presença de Deus. Logo em seguida chamaram um irmão da igreja, dono de construtora, que apresentou à igreja algo que Deus colocou em seu coração e que ele já estava realizando. Testemunhando das bênçãos que tem recebido de Deus, esse irmão demonstrou como sua empresa vem abençoando pessoas com a doação de uma casa por mês, numa atitude que vem impactando tanto colaboradores quanto fornecedores e parceiros daquela empresa, servindo de testemunho VIVO daquilo que Deus opera através deles.

Esse é o evangelho da vida real. Esse é o evangelho genuíno, vivo, que transforma o mundo. Esse lugar, definitivamente é NO SENHOR, conforme o cântico entoado naquele culto, e que apresento abaixo.


segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

BLOGUEIROS EM ORAÇÃO


A União de Blogueiros Evangélicos está organizando para o próximo Domingo, dia 06 de Março, às 8h30, um encontro em oração de todos os blogueiros cristãos.

A idéia é propor a união dos blogueiros em um só propósito de fé  para  rogarmos a Deus por salvação de almas. 

O grupo organizador também levanta outros motivos de oração envolvendo missões, preservação do planeta e despertamento de vocações.

Se você é blogueiro e deseja se juntar ao esforço, obtenha mais informações aqui: http://www.ubeblogs.net/2011/02/blogueiros-evangelicos-conectados-em.html

domingo, 27 de fevereiro de 2011

O ENVENENANGELHO

O ENVENENANGELHO
Pablo Massolar
Cansei de ser “evangélico”! Sei que está em moda dizer isto, mas não digo por causa da moda, como quem vai sendo manobrado como massa, mas sim por causa do nó na garganta mesmo, do aperto no peito e da triste constatação do imenso engano que cegou a igreja evangélica espalhada por todos os lados. Graças a Deus nunca fui “gospel”, mas ser “evangélico” não diz mais o que deveria dizer e não representa tudo o que Deus me chamou para ser Nele em amor e Graça e que está para muito além das portas das igrejas [com “i” minúsculo]. Meu lugar, e o convite que recebi, é para ser do Reino e deste privilégio não abro mão.

O que digo certamente será combatido pelos “santos”, pelos “homens de ‘deus’”, por “pastores” e “gente da visão”. Serei chamado de “perturbador da fé”, “insubordinado”, “sem fé”, “sem aliança”, “sem cobertura”, dirão que estou causando escândalo ou coisas semelhantes a estas, mas assumo o que estou dizendo com a convicção de quem não vai pular do barco naufragando, mas que tem a vontade firme na rocha de ganhar a quantos conseguir, dentro e fora do barco, com minha pregação simples, sem arranjos, sem perverção e o mais sincera/verdadeira possível.

Estou enojado e farto de Atos [feiticeiramente] Proféticos, Teo-loteria da Prosperidade, declarações esquizofrênicas de autoridade, coberturas espirituais e recados dados por um “deus” que nunca cumpre o que promete e muda de idéia e direção como quem troca de sapato. Apóstolos, pastores e bispos que subiram no pináculo do templo e se fazem mediadores entre “deus” e os homens tentando fazer-se iguais a Deus, dizendo o que seu rebanho pode ou não pode fazer, julgando o servo alheio, sob a pena de não ordenar mais a bênção de “deus” aos seus discípulos através de sua autoridade. Campanhas de promoção barata e tentativas algemadas de lotar templos com gente que vem enganada e enganando-se, tentando frustradamente, de todos os jeitos, alcançar a inalcançável oração para a qual Deus não disse “amém”, mas que o “profeta” declarou que aconteceria. É gente que lê e ouve o Evangelho, mas leva pra casa e para o coração o envenenangelho.

Há lugar firme na rocha! Mas estes loucos teimam em construir suas casas/templos na areia. Negaram a cruz, afirmando não haver nela salvação suficiente, inventando quebras humanas de maldições hereditárias e uma santidade apenas moral/sexual/farisaica, sem ética e sem caráter, sem verdade de vida no Evangelho. Não crêem que a armadura de Deus, o capacete da salvação, o escudo da fé, a couraça da justiça, o cinturão da verdade e o calçado do evangelho da paz são equipamentos dados gratuitamente a todos os que crêem, até mesmo aos mais pequeninos na fé e não somente a uma “elite sacerdotal” detentora de uma “revelação nova”.

Denuncio estes lobos enganadores, raça de víboras, envenenadores do Evangelho que, não se contentando em mudar apenas uma vírgula ou til da revelação, perverteram todo o sentido da Palavra, ensinando doutrinas perversas que nada tem a ver com o Caminho/Boa Nova anunciada em Jesus, o Filho de Deus.

Não creio, de modo algum, em um “deus” que só age ou me livra do mau/mal se eu orar/verbalizar/declarar/profetizar meu pedido. Eu creio em um Deus que ouve minhas orações, sim! Todas elas. Muito antes delas me virem aos lábios. Ele me livra de vales da sombra da morte que eu nem imagino que se levantaram contra mim e vou andando em fé.

Meu Deus não se apresenta em “shows da fé”, não faz politicagem, não dá “jeitinho”, não me abençoa só porque sou fiel, mas em Graça e amor me reconciliou com Ele, sem merecimento algum, sem justiça própria, mas justificado mediante a fé Naquele que por mim se entregou mesmo sendo eu um pecador.

Os cantores de Deus não estão nos palcos das TVs, não lotam auditórios, nem ginásios, não são performáticos, mas estão cantando e louvando a Deus dentro das prisões, no silêncio do seu quarto louvando somente a Deus. Não buscam seu próprio interesse de vender mais CDs, não são idólatras de sua própria imagem.

É triste ver tantos amigos, colegas de ministério, gente querida e de Deus, mas que estão fascinados e tentados pela possibilidade de transformar as pedras em pães, de jogar-se do pináculo do templo e venderem suas almas ao principado deste século de sucesso, holofotes e aplausos. Minha oração é para que estes se arrependam e creiam no Evangelho. Abandonem o envenenangelho pregado por interesses pessoais, medidos em números e não na verdade de Deus produzida em amor. Por favor voltem ao Evangelho!

Há um lugar de liberdade e vida pacificada, plenificada, renovada todos os dias. Sem trocas, sem barganha, sem modificar ou acrescentar nada à Palavra revelada em Jesus, nem mesmo as novas interpretações e revelações exclusivíssimas que alguns falsos mestres e falsos apóstolos dizem ter recebido. O caminho antigo ainda é o Novo e Vivo Caminho em Deus. O Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo é nossa garantia irrevogável que [todas] as nossas maldições e dores foram levadas sobre Ele. Está dito! Está escrito! Quem ouvirá? Quem vai crer em nossa pregação?


O Deus que disse “arrependam-se e creiam no Evangelho” te abençoe rica, poderosa e sobrenaturalmente!

Inscreva seu e-mail e fique por dentro das atualizações!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...