Para ler NO Deserto

“Agora, pois, dá-me este monte de que o Senhor falou naquele dia; porque tu ouviste, naquele dia, que estavam ali os anaquins, bem como cidades grandes e fortificadas. Porventura o Senhor será comigo para os expulsar, como ele disse.”(Josué 14:12)

VISITANTE NUMERO


Visualizar estatísticas do Blog

PÁGINAS DO BLOG

sábado, 1 de maio de 2010


E disse Jesus: “Sigam-me, e eu os farei pescadores de homens”.(Mateus 4:19)

Jesus chamou os pescadores Simão e André para uma mudança radical. Mas, ele falou numa linguagem e usando conceitos do dia a dia deles. Eles não deixariam de pescar. Eles simplesmente mudariam seu alvo. Muitos fogem de Jesus e evitam contato com ele, pois temem que ele vai mudar tudo, tirando o que mais queremos. Isto é um grande engano. Na verdade, Jesus quer é levar você a realizar aquilo para o qual você foi destinado antes que nasceu. Logo no começo, Pedro quase desistiu de seguir Jesus. Ele rogou que Jesus fosse embora (Lc 5:8). Mas, três anos depois, mesmo diante de ameaças das maiores autoridades do país, ele se recusou a parar de pescar homens (Atos 4:20). Por quê? Porque ele descobriu Quem o criou e a missão para a qual ele foi criado. Você já descobriu a sua missão? Você está contente onde está, ou já sente uma certa agitação quando você escuta ou lê as palavras de Jesus? Seja qual for sua profissão ou estado agora, uma coisa é certa - Jesus tem planos para você. Você está pronto para saber quais são eles? É só dizer a ele "Senhor, estou pronto." Não vai demorar muito e Jesus começará a lhe mostrar.
Oração: Soberano Deus, obrigado por nos criar com um propósito muito além da nossa imaginação. A vida com Jesus é tão boa que as surpresas nunca acabam. Por favor, tenha paciência conosco quando demoramos a entender. Continue nos chamando, continue nos mostrando. Oramos por todos aqueles que ouvirão o chamado de Jesus esta semana. Que possam ter a coragem de confiar nEle e a ousadia para descobrir seu maravilhoso plano para cada um de nós. Em nome de Jesus oramos e agradecemos. Amém. 
Fonte: "Jesus disse" é um devocional diário baseado nas palavras de Jesus do site www.hermeneutica.comCopyright © 2009 Dennis Downing. Todos os direitos reservados. Visite o devocional em http://www.hermeneutica.com/jd.

sexta-feira, 30 de abril de 2010

Pare e pense

              “Portanto, levantem as suas mãos cansadas e fortaleçam os seus joelhos enfraquecidos.  Andem por caminhos aplanados para que o pé aleijado não manque, mas seja curado.Procurem ter paz com todos e se esforcem para viver uma vida completamente dedicada ao Senhor, pois sem isso ninguém o verá. Tomem cuidado para que ninguém abandone a graça de Deus. Cuidado, para que ninguém se torne como uma planta amarga que cresce e prejudica muita gente com o seu veneno.(Hebreus 12:12 a 15)
                Preste atenção na leitura de hoje. Através da carta aos Hebreus, Deus nos orienta a levantar as mãos cansadas, fortalecer os joelhos enfraquecidos, andar pelos caminhos retos e assim ver a restauração do doente. Manda ainda buscar a PAZ e santidade, alertando ainda para que ninguém abandone a GRAÇA, nem se torne uma planta amarga (raiz de amargura, na versão corrigida).
             Como anda seu relacionamento com Deus? Voce se considera carente da GRAÇA, ou, como muitos crentes ( Já ví até pastor) voce tem se declarado perfeito? Sim, pois a GRAÇA de Deus está destinada a quem dela precisa, concorda? Aquele que não tem pecado, se considera acima dos humanos mortais, não necessita da GRAÇA de Deus. (Separou-se da GRAÇA, como diz o texto). O resultado, quando assim procedemos, é ver brotar neste coração sem-graça, um monte de “raiz de amargura”, algo que contamina muitos ao redor.
                E você, caro leitor? Busque a presença de Deus, implore por sua infinita GRAÇA e Misericordia, assim você verá os MILAGRES que Deus tem preparado para a sua vida!

quinta-feira, 29 de abril de 2010

Pare e pense


“Paulo,
            apóstolo de Cristo Jesus pela vontade de Deus,
            aos santos que estão em Éfeso,
                        e fieis em Cristo Jesus”.
Efésios 1.1 Thompson (Contemporânea)

SANTO? EU?
Carta aos Efésios

Para você alguém inteligente é necessariamente sábio? Segundo o dicionário, inteligência é a “faculdade de entender, pensar, raciocinar e interpretar, é a compreensão e o conhecimento profundo”. E sabedoria é “a grande soma de conhecimentos, é o saber, a ciência, juízo, bom senso, razão, retidão”. E agora o que você acha? Uma pessoa inteligente é também um sábio? Você é inteligente ou sábio? Ou ambos?

A definição teologica para sabedoria certamente pode nos ajudar a entender melhor! No sentido teológico, sabedoria é o “conhecimento inspirado das coisas divinas e humanas”. Agora sim creio que dá para você observar a distância entre inteligência e sabedoria. “inteligência é como um farol que ilumina seu caminho, mas que não te faz caminhar”. Já a sabedoria nasce do coração de Deus para o homem, assim o principio da sabedoria é o temor a Deus. Percebe? Você é inteligente ou sábio? Ou nenhum dos dois?

Eu pensava que inteligência e sabedoria eram a mesma coisa. Agora seguindo essa mesma linha de pensamento, que relação há entre “santos” e “fieis em Jesus”. Você diria que são características necessariamente relacionadas? Se você se diz cristão fiel então considerariamos também que é um santo de Deus?

O apóstolo Paulo, o mais provável autor da carta aos efésios, inicia a carta destacando os destinatários. Acredita-se que essa carta não era exclusivamente para os cristãos de Éfeso, mas uma carta geral a várias comunidades. Analisando o escrito, podemos ver que Paulo não destina a dois tipos de pessoas, mas a uma só: Aos santos que são fieis a Jesus Cristo. Vale ressaltar que em nenhuma versão bíblica o apóstolo ressalta que os tais “santos” são super humanos dotados de poderes ou algo do gênero.

Conclusão: Definição biblica para santo é: aquele “que serve a algum uso sagrado, dedicado, consagrado a Deus”. Em outras palavras, santo é aquele que é “separado para Deus”. Quando confessamos os nossos pecados em sinal de arrependimento, e cremos com o coração que Deus ressuscitou Jesus dentre os mortos, somos feito santos de Deus, sabia? Porém permanecer em santidade (separado, fiel, obediente), é uma decisão diária. Enfim, você é um santo de Deus ou não? Pense nisto.

                Boa Quinta

               Fonte:      www.umbet.org.br

Pare e pense especial:

GOIÂNIA PRECISA DE UM TRABALHO ASSIM... Por que será que muitas igrejas preferem realizar trabalhos evangelísticos "do outro lado do mundo"?...


A Cracolândia vai virar Cristolândia



Conheça algumas das missões evangélicas atuando na Cracolândia. Ali crentes têm enfrentado grandes desafios. Os relatos a seguir emocionam.

Localizada no centro de São Paulo, a Cracolândia é uma ferida aberta a revelar o terror do universo dos drogados no estado mais bruto. Em alguns pontos, os viciados tomam completamente o espaço público, calçadas e ruas, chegando a dificultar o trânsito de carros. O vai e vem é interminável. Diante do quadro de penúria dos corpos mutilados pelo crack, tem-se a impressão de estar diante de zumbis. A droga descola as pessoas da realidade. Luz ou noite, tudo igual. Passam dias sem comer ou dormir. O pouco que resta do raciocínio é totalmente devotado ao esforço de obter mais droga.

Furto, prostituição, mendicância. Tudo gira em torno da droga. O mundo prefere pensar que a este local não existe. Mas existe. É a realidade de milhares. Presos em uma armadilha de onde não se sai sozinho e a ajuda é escassa. O estado não assume a tarefa e esta é uma missão que poucos crentes têm a coragem e o preparo para enfrentar.

Na mente dos missionários atuando no local está a certeza de que esta é a vontade do Senhor, pois foi em cenários parecidos que Jesus atuou quando cruzou os limites das colônias de leprosos e das áreas marginalizadas durante Seu tempo entre nós.

Raspa do chifre do diabo

O Crack é um subproduto da Cocaína que até a última década era descartado devido a sua toxidade extremada até para os padrões dos traficantes. Atualmente, a droga é largamente vendida e é fumada em cachimbos improvisados. O Crack é uma droga poderosa que consome o físico e a mente e mata a maioria dos usuários em pouco tempo. O seu baixo preço a faz a droga dos mais pobres e marginalizados.

Alguns especialistas dizem que devido ao baixíssimo nível sócio-econômico do consumidor de crack e, consequentemente, a sua pouca expressão social, falta vontade política às autoridades para tomarem providências efetivas. Até mesmo o combate ao comércio da droga, não parece gerar interesse no poder público, como ocorre quando se trata de combater crimes de maior visibilidade.

As iniciativas do poder público no sentido de abordar a questão não passam da retórica. Quem tem feito a diferença são os cristãos evangélicos atuando no local. Já há vários grupos trabalhando na área e estão obtendo bons resultados em prol da vida e do Reino.

Um dos projetos no local desde o início de 2009 é o Radicais Brasil da Junta de Missões Nacionais, dos Batistas. Liderados pelo casal de missionários Humberto e Soraya Machado, o grupo circulou entre becos e favelas da capital, mostrando aos marginalizados que há esperança, apesar das circunstâncias.

Caminhar lado a lado com a população de rua, demonstrando interesse por suas vidas foi essencial para que o projeto se desenvolvesse. Logo nas primeiras ações, os Radicais presentearam com um par de muletas uma moradora de rua – grávida de sete meses e com uma fratura na perna, já que a sua havia sido roubada. “Ela chorava muito, e nós, que estávamos ali naquele momento, tínhamos que dar uma solução. Oramos, conversei com ela e pedi que me aguardasse. Voltaríamos com a resposta. Era desafiador… a garota não tinha como sair daquele lugar”, explicou Soraya. Mais tarde, a solução: um novo par de muletas. Daí por diante a confiança estava estabelecida. Ouviam-se dos marginalizados comentários do tipo: “Eles são sérios e fazem um excelente trabalho… eles são de Deus!”.

Os frutos que surgem precisam de um acompanhamento diário, sendo, em sua maioria, encaminhados para casas de recuperação, onde também recebem o discipulado. No trabalho com marginalizados, não basta retirar as pessoas das ruas. É necessário alcançar o foco do problema. Por isso, foi preciso alargar a tenda, alcançando também a Comunidade do Moinho, local de onde vem grande parte das drogas consumidas na Cracolândia. Paralelamente ao trabalho espiritual, os Radicais realizam atendimentos sociais, tais como cortes de cabelo, orientações médicas e atendimento diferenciado às crianças. Como resultado desse período de atuação, algumas famílias já se decidiram por Cristo.

O testemunho de G

Um dos frutos gerados na Cracolândia é a jovem G. Em julho de 2009, soube da atuação dos Radicais e decidiu procurá-los a fim de encontrar libertação. Apesar de tímida, contou que havia deixado a Bahia após algumas desavenças familiares. Chegando a São Paulo, se virou como pôde para se alimentar e conseguir abrigo. No crack viu a forma mais barata para fugir dos problemas, mas o que não sabia era que essa viagem custaria nada menos que anos de vida. Contou que tinha uma filha, que era cuidada por uma amiga. Quando dava, fazia uma breve visita para controlar a saudade, mas a tentação das drogas falava mais alto, fazendo-a retornar às ruas. Felizmente, após ser encaminhada para uma casa de recuperação, G. encontrou um novo caminho e, no dia 27 de Dezembro de 2009, confirmou sua decisão por Cristo, descendo às águas batismais na Primeira Igreja Batista de São Paulo (igreja que dá o apoio logístico e institucional ao projeto). A emoção foi grande e a certeza de se estar no caminho certo ainda maior.

Projeto Retorno (Igreja Quadrangular) e Missão Cena

Outra missão dando muitos frutos para o Reino no local é o Projeto Retorno, com muita experiência em ações com tribos urbanas. O casal responsável pelo ministério na Cracolândia é o Pr. Jair e a esposa Nildes Nery, que, em uma atitude ousada, se mudaram com as filhas Talita e Lais da Bahia para São Paulo encarando o desafio proposto pela Igreja do Evangelho Quadrangular. Hoje eles não somente trabalham, mas também moram no coração da Cracolândia, arriscando a própria segurança e esquecendo a própria comodidade pelo Reino na vida dos usuários de crack. Além da missão junto aos viciados, o casal também atua coordenando a ações de dezenas de jovens em prol da cidadania de homossexuais e prostitutas atuando na área.

A Missão Cena é outra missão atuando na área. Esta turma do bem coopera para os serviços básicos da população local oferecendo meios de higiene pessoal, assistência médica, roupas, alimentação, cursos e atividades interativas, como danças, artesanatos, capoeira e outras. 

“Agora que vi, sou responsável” 

Thaís Chioqueti conta como foi sua primeira experiência no local: Um dos jovens da igreja sugeriu um programa diferente para nossa reunião e programou uma “visitinha” ao local para distribuirmos comida. Compramos 300 hot-dogs e juntamos 30 jovens em um sábado à noite. Não deu nem pro cheiro... Saímos do espaço da Missão Cena, todo mundo feliz e alegre, com os celulares devidamente escondidos nos bolsos, bandejas e mais bandejas com lanches e garrafas de suco. Depois de uns cinco minutos de caminhada viramos uma esquina. Naquele momento as 30 pessoas com lanches foram literalmente engolidas por uma multidão de – sem exageros – umas 500 pessoas moradoras de rua, profundamente drogadas, bêbadas, sujas e o que mais você imaginar. Foi um soco no estômago. O inferno existe mesmo e fica ali na Cracolândia, com certeza. Os 300 lanches acabaram em cinco minutos, muita gente ficou sem. É incrível imaginar como aquele mar de gente vive ali, todas as noites... ex-psicólogos, ex-universitários, ex-advogados e também ex-pastores. Os que não estavam “lesados” demais conversavam com a gente e naquele momento vimos como os vícios e os prazeres da carne roubam a identidade das pessoas. Ninguém era alguém lá. Todo mundo era escravo da droga e fim. Foi um baque para o grupo todo. O mais incrível é perceber que a maior transformação aconteceu dentro de mim. É como aquela música da Brooke Fraser que diz: “Now that I have seen, I am responsible” (“Agora que vi, sou responsável”). Deus me lembrou o quanto Ele é misericordioso comigo e o que Ele espera de mim com relação a seus outros “filhinhos”.

E quem mais pode ajudar
Há outros grupos de evangélicos atuando na área, em maior número do que este espaço nos permite honrar. Se o poder público não quer despender esforços no resgate destas vidas, ou mesmo não acredita que tais vidas possam ser resgatadas, há quem pense diferente. Um grupo valoroso de evangélicos brasileiros vive a certeza de que o esforço compensa. Nossa gente sabe que não existe droga que não se consiga vencer pelo Sangue de Jesus! A mentira do Crack é apenas mais uma causa derrotada do inimigo. Em Jesus, os crentes irão transformar, em pouco tempo, a Cracolândia em Cristolãndia, para a honra e glória de Quem nos sustenta.

Provérbios 23:32-25 No fim, picará como a cobra, e como o basilisco morderá. Os teus olhos olharão para as mulheres estranhas, e o teu coração falará perversidades. E serás como o que se deita no meio do mar, e como o que jaz no topo do mastro. E dirás: Espancaram-me e não me doeu; bateram-me e nem senti; quando despertarei?…

quarta-feira, 28 de abril de 2010

Pare e pense

“Esperei com paciência pela ajuda de Deus, o SENHOR. Ele me escutou e ouviu o meu pedido de socorro.Tirou-me de uma cova perigosa, de um poço de lama. Ele me pôs seguro em cima de uma rocha e firmou os meus passos. Ele me ensinou a cantar uma nova canção, um hino de louvor ao nosso Deus. Quando virem isso, muitos temerão o SENHOR e nele porão a sua confiança.” (Samos 40:1 a 3)
                Davi neste Salmo de Louvor e súplica a Deus, louva por livramentos passados, se oferecendo em dedicação a Deus. Quem nunca se sentiu assim, numa cova perigosa, num poço de lama? É por demais maravilhoso perceber que Deus nos tira, sempre, de situações assim. Quando o Salmista diz “Ele me pôs seguro em cima de uma rocha e firmou os meus passos”, indica, além do livramento de Deus, um processo na vida da pessoa, onde o “firmou os meus passos” nem sempre é um processo indolor, mas necessário para o restante da caminhada. Após o processo de cura, de livramento, onde o servo de Deus declara que aprendeu inclusive um novo cântico, um hino de louvor a Deus, as demais pessoas, ao ver esse exemplo de vida, temerão e confiarão no Senhor. Esteja preparado.

terça-feira, 27 de abril de 2010

Pare e pense

“Alguns homens de Jericó foram falar com Eliseu e disseram: — Como o senhor sabe, esta cidade é boa, mas a água não presta e provoca abortos. Então Eliseu mandou: — Ponham um pouco de sal num prato novo e tragam para mim. Eles levaram, e Eliseu foi até a fonte, jogou o sal na água e disse: — O que o SENHOR Deus diz é isto: Eu fiz esta água ficar pura, e ela não provocará mais mortes nem abortos. E aquela água ficou pura até hoje, como Eliseu disse que ia ficar.” (2Reis 2:19 a 22)
                Água representa vida. Uma fonte de água contaminada não tinha serventia alguma, pelo contrário, ainda representa perigo. Deus usou o sal, um elemento indesejado em uma fonte de água potável, para purificar aquela fonte, demonstrando para aquele povo, que o Senhor Deus é quem purifica realmente. Jesus disse que aqueles que cressem nEle seriam como rios de águas vivas (João 7:38), cheios do Espírito Santo de Deus, seriam como essa fonte em que Eliseu jogou um prato de sal. Outrora um manancial de águas contaminas se tornando um rio cristalino, jorrando da Graça de Deus. Você crê nisto?   "Vós sois o sal da terra; e se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta senão para se lançar fora, e ser pisado pelos homens." (Mateus 5:13)

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Pare e pense

                         “Durante o reinado de Davi, houve uma grande fome, que durou três anos seguidos. Por isso, Davi consultou a Deus, o SENHOR, e ele respondeu: — Saul e a sua família são culpados de assassinato: ele matou o povo de Gibeão. O povo de Gibeão não era israelita. Eles eram um pequeno grupo de amorreus que os israelitas tinham prometido proteger; mas Saul havia tentado acabar com eles por causa do interesse dele pelo bem do povo de Israel e de Judá. Então Davi chamou o povo de Gibeão.” (2Samuel 21:1 a 2)
              O texto escolhido para a meditação de hoje, é o mesmo do dia 24.04, não por acaso. Uma pergunta está "latejando" em minha mente desde sábado: Como que Davi, um homem que buscava a presença de Deus diariamente, levou três longos anos de provação para perceber que algo estava errado, algo estava "bloqueando" as bênçãos e trazendo maldição?
            Comigo também não foi diferente. Hoje, olhando para trás, e vendo o que Deus fez, consigo perceber claramente o quanto demorei para entender. Mesmo buscando a Deus diariamente, o discernimento do que eu precisava corrigir em minha vida somente veio após ouvir, daquele que se dizia meu pastor, que eu não deveria mais ir à “sua igreja”, pois devido à minha situação de saúde e principalmente situação financeira, a minha presença “envergonhava a igreja” (segundo as palavras dele), e que eu deveria resolver primeiro a minha situação, e só depois aparecer por lá.
              Após ouvir essa sentença, eu que havia deixado o hospital há apenas 15 dias, caí em profunda depressão e perguntava incessantemente para Deus:  Qual era o meu pecado? Por quê tanta provação? E, como um filme, Deus me mostrou claramente que Ele estava pesando a mão sobre minha casa em consequência da minha participação e apoio na quebra da aliança com o ministério. Imediatamente orei a Deus pedindo perdão, procurei os líderes do ministério traído, apresentei meu pedido de perdão e restaurei a aliança. De lá para cá, percebemos claramente o quanto as coisas mudaram, para melhor. E, da mesma forma que uma nação que passa por três anos de fome, a restauração completa leva algum tempo, e é esse tempo que estou vivendo hoje.
               E você, caro leitor? Conforme demonstrei no texto acima, o peso da aliança rompida, o peso de estar debaixo de um falso pastoreio, trouxe severas conseqüências para toda a minha casa, e demorou tempo demais para que percebêssemos. Não permita que tal ocorra em sua vida. Ore a Deus, busque discernimento. Perceba os detalhes, pois o que Deus nos diz é: “Retirai-vos, retirai-vos, saí daí, não toqueis coisa imunda; saí do meio dela, purificai-vos, os que levais os vasos do Senhor.” (Isaías 52:11)

domingo, 25 de abril de 2010

Pare e pense

“Portanto, diga ao meu servo Davi que eu, o SENHOR Todo-Poderoso, digo o seguinte: Eu tirei você do trabalho de cuidar de ovelhas nos campos e o fiz governador do meu povo de Israel. Estive com você em todos os lugares por onde tem ido e, conforme você foi avançando, eu o defendi de todos os seus inimigos. Eu farei com que você seja famoso, tão famoso quanto os maiores líderes do mundo. Escolhi um lugar para o meu povo de Israel e o fiz morar ali, onde eles viverão em paz.” (2Samuel 7:8 a 10)
                Nesta passagem, que registra o desejo de Davi em erguer o Templo do Senhor, está registrada a aliança que Deus faz com Davi quanto à sua sucessão e descendência. Deus faz um retrospecto da vida de Davi, lembrando que de um simples pastor de ovelhas, Deus o transformou num grande líder, estrategista e Rei de Israel. Davi não esqueceu sua origem, ele não deixou a soberba subir-lhe à cabeça. A oração que ele faz em seguida reflete o que vai em seu coração: O rei Davi entrou na Tenda Sagrada, sentou-se e orou assim: — Ó SENHOR, meu Deus, eu não mereço tudo o que fizeste por mim no passado, e a minha família também não merece. Não é merecimento. É GRAÇA de Deus. É triste quando vemos pessoas, seres humanos falhos como eu e você (ou como Davi), que ao galgarem certas posições na vida, simplesmente "se esquecem"de sua condição primária, agindo com tamanha soberba que dá até nojo...
Você já conheceu alguém assim? A esses, Deus diz: "Porquanto dizes: Rico sou, e estou enriquecido, e de nada tenho falta; e não sabes que és um coitado, e miserável, e pobre, e cego, e nu;"(Apocalipse 3:17)
                    Pense nisto.

Inscreva seu e-mail e fique por dentro das atualizações!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...