Para ler NO Deserto

“Agora, pois, dá-me este monte de que o Senhor falou naquele dia; porque tu ouviste, naquele dia, que estavam ali os anaquins, bem como cidades grandes e fortificadas. Porventura o Senhor será comigo para os expulsar, como ele disse.”(Josué 14:12)

VISITANTE NUMERO


Visualizar estatísticas do Blog

PÁGINAS DO BLOG

sábado, 23 de julho de 2011

UM VENCEDOR NA TERRA DE GIGANTES !

UM VENCEDOR NA TERRA DE GIGANTES !

Dálton Curvello
Hoje comecei o dia ouvindo essa música, da cantora preferida do irmão @webEvangelista.

Fiquei ouvindo, adorando a Deus e imaginando CALEBE entoando um cântico como esse, após os 40 anos de deserto, ao atravessar o rio Jordão em terra seca e conquistar a terra da promessa.

Receba para a sua vida essa mesma mensagem. Tenha fé e perseverança, pois o que Deus tem para você é mesmo só vitória.

Não olhe apenas o horizonte, deixe Deus te mostrar o que está além desse horizonte limitado por nossa visão humana e imperfeita, e tente compreender o real sentido de ser vencedor em Cristo Jesus.

Veja a letra:
Está surgindo ai um novo vencedor,
Ele é alguém do Coração de Deus,
Um novo nome ouvirá sobre essa terra,
Quem sabe, este nome seja o seu
Esse alguém que o Senhor vai levantar,
Talvez, seja o menor que está aqui,
De repente, ele seja o último a sentar à mesa como fez Davi
E esse novo vencedor que vai surgir,
Tem no peito um coração cheio de amor,
Capaz de perdoar quem lhe feriu,
E de amar alguém que só lhe desprezou.
Ele é exatamente igual você,
O seu perfil é de alguém que já sofreu,
Deus está anunciando um novo nome,
Tem grande chance de esse nome ser o seu!
Você se sente tão pequeno,
Em um vale escuro e frio,
Seu gemido dói a alma, traz a pele um arrepio
Você se sente tão pequeno,
Nessa terra de gigante,
Aonde o doce fica amargo... Porque agora é incessante!
Aonde o grande pisa no pequeno,
Sem olhar se está ferindo ou se está matando...
Aonde a escada do sucesso é tão alta
Que os degraus se sobem escalando
Mas, é nessa terra de gigante, dentro desse vale escuro,
Que Deus vai fazer você brilhar,
Você pode se sentir tão pequeno,
Mas, teu Deus é grande pra te levantar
Deus vai bradar, anunciar em alta voz pra o universo ouvir,
Eis que o novo, eis que a glória está chegando ai,
E vai impactar o mundo com a sua história.
Ele surgiu do anonimato dentro de um vale escuro e frio,
Cresceu na terra de gigantes, grandes desafios,
Foi provado e aprovado, agora é só vitória.
Agora é só vitória.
Só vitória
A prova acabou,
A luta foi embora,
Agora é só vitória.


E ouça a música...

sexta-feira, 22 de julho de 2011

NOTA DE FALECIMENTO: UZÁ MORREU!

NOTA DE FALECIMENTO: UZÁ MORREU!
"Quando chegaram à eira de Quidom, estendeu Uzá a mão à arca para a segurar, porque os bois tropeçaram. Então, a ira do Senhor se acendeu contra Uzá e o feriu, por ter estendido a mão à arca; e morreu ali perante Deus. Desgostou-se Davi, porque o Senhor irrompera contra Uzá... Temeu Davi a Deus, naquele dia, e disse: Como trarei a mim a arca de Deus?" – (1º Crônicas 13.10-12)

Eliseu Antonio Gomes
Uzá, em hebraico, significa "força". Faz com que lembremos de alguns trechos bíblicos:

“O ornato do jovem é a sua força” – Provérbios 20.29.

“Não se glorie o forte na sua força” - Jeremias 9.23.

Uzá morreu em desobediência, porque só os sacerdotes tinham permissão para tocar na Arca do Senhor. E mesmo assim, antes, os sacerdotes precisavam passar por cerimônias religiosas de purificação. Uzá não era sacerdote. Assim como todos os israelitas, ele conhecia ou deveria conhecer os detalhes da Lei. Não sofreu a pena inocentemente, apesar da narrativa em 1º Crônicas 13.10-12 não ater-se a esse pormenor.

As referências quanto às regras de transporte da arca: Êxodo 25.10; Números 4.15; 7.9; 10.21.

Por muito tempo eu fiquei intrigado, queria saber porque Uzá morreu. A luz necessária para compreender a razão veio por intermédio de oração aliada com a permissão de nosso Deus depois de não pouco tempo.

A lição que tiramos da morte de Uzá é que não nos basta trabalhar para Deus, temos que trabalhar de acordo com a Sua vontade e santidade. A ação impensada de Uzá pode ter revelado sua falta de reverência. "Maldito aquele que fizer a obra do Senhor relaxadamente" - Jeremias 48.10.

Temos que zelar pelo corpo em que estamos, porque ele é templo do Espírito. Mas, não podemos servir ao Senhor apenas com o nosso corpo, usando apenas a força humana e a intelectualidade. Temos que fazer a obra do Senhor com inteireza de propósitos e devoção completa: corpo, alma e espírito (João 4.24; 2ª Corintios 6.16).

A obediência às ordens do Senhor são mais importantes que boas intenções e quaisquer ritos religiosos. Nossos corações precisam ser reverentes para que nossos serviços sejam aceitáveis.

Nem por força e nem por violência, mas sim pelo meu Espírito, diz o Senhor" – Zacarias 4.6.
Extraído de UBEBLOG.COM
Nota do editor:
Amados irmãos,

A Graça e a PAZ do Senhor seja com todos.

Outro dia eu estava assistindo a um DVD de pregação, onde um renomado pastor falava sobre esse tema. POR QUE MORREU UZÁ?  Na pregação, ele falava, cheio de unção, que a morte de Uzá não se de pela irreverência daquele momento, mas que essa irreverência revelava um sintoma de algo muito maior, que é desrespeito à PRESENÇA DE DEUS. A Arca simbolizava a PRESENÇA DE DEUS.

Disse aquele pregador, e eu concordo, que se irreverência matasse, teríamos um velório em cada culto em nossas igrejas. Já imaginaram se cada vez que o ministro de louvor dirige a igreja em adoração a Deus, e tocasse um celular no templo a pessoa fosse fulminada pela irreverência à PRESENÇA DE DEUS? Ou se em cada culto, enquanto o pastor transmite a mensagem de Deus, quem estivesse do lado de fora, batendo papo, falando de carros, contando piadas, quando deveria estar no templo, fosse igualmente fulminado? Às vezes quem deveria estar dando o exemplo não assiste aos cultos e ainda impede que outros ouçam a mensagem de Deus, desrespeitando a PRESENÇA DE DEUS naquele lugar?

Pense a respeito. Eu creio que todos precisamos rever alguns conceitos quanto à reverência necessária na casa de Deus, precisamos levar Deus a sério, pois ele nos leva a sério.

 A PAZ SEJA COM TODOS.
Dálton Curvello

terça-feira, 19 de julho de 2011

QUANTA COISA! - Pão Diário

QUANTA COISA!


“E Naamã, capitão do exército do rei da Síria, era um grande homem diante do seu SENHOR, e de muito respeito; porque por ele o SENHOR dera livramento aos sírios; e era este homem herói valoroso, porém leproso. E saíram tropas da Síria, da terra de Israel, e levaram presa uma menina que ficou ao serviço da mulher de Naamã. E disse esta à sua senhora: Antes o meu senhor estivesse diante do profeta que está em Samaria; ele o restauraria da sua lepra. Então foi Naamã e notificou ao seu senhor, dizendo: Assim e assim falou a menina que é da terra de Israel. Então disse o rei da Síria: Vai, anda, e enviarei uma carta ao rei de Israel. E foi, e tomou na sua mão dez talentos de prata, seis mil siclos de ouro e dez mudas de roupas. E levou a carta ao rei de Israel, dizendo: Logo, em chegando a ti esta carta, saibas que eu te enviei Naamã, meu servo, para que o cures da sua lepra.”(2Reis 5:1 a 6)

Lodemar Schlemper-Blumenau(SC)
                Com a carta do rei nas mãos, inicia-se a viagem decisiva na vida de Naamã. É um cortejo nobre.
Imagino o general acomodado com cuidado na carruagem puxada pelos melhores cavalos. Oficiais e serviçais estão à sua inteira disposição. Ele é um homem de poder honrado por todos. Sua palavra tem muito valor e todos respeitam.

Os povos vizinhos o temem por suas estratégias de guerra e seu currículo repleto de vitórias. Além disso, era um homem rico. Tinha tudo o que sonhava ter.

Mas estava doente. Esta era a viagem de sua vida. Ele apostava tudo no seu encontro com o homem de Deus. Por isso ele não seguia de mãos vazias.

Muniu-se de ricos e preciosos presentes – prata, ouro e vestes finas. Era o que de melhor havia. Estaria disposto a dar até mais do que isso desde que fosse curado.

Infeliz, esse Naamã! Ele pensa poder “comprar” o profeta e o próprio Deus! Estava acostumado a ter tudo o que queria ou sonhava. Influência e dinheiro ele tinha sobrando para tudo isso.

 No entanto, quando ficou doente, as coisas não eram mais como antes. E agora? Ele está disposto a ouvir o Deus de Israel. Não, na verdade ele ainda não quer ouvir. Ele vem para representar mais uma vez. Ele pensa que a questão com Deus também se resolve como costumava fazer em seu trabalho.

É mesmo muito triste quando alguém pensa poder encarar Deus trazendo sua posição, suas distinções, seus bens e suas influências. Isso de nada vale!

Para agradar a Deus, precisamos primeiramente ouvir o que ele quer nos dizer. Em sua Palavra encontramos o que ele espera de nós. Ela também nos indica o caminho para o perdão dos nossos pecados e a vida eterna por meio de Jesus Cristo. Então, deixe de lado as quinquilharias. Jesus quer ter lugar no seu coração como seu Salvador e Senhor de sua vida.

Extraído do Livreto “Pão Diário” 2011
Da RTM. Link para adquirir o seu AQUI

Inscreva seu e-mail e fique por dentro das atualizações!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...