Para ler NO Deserto

“Agora, pois, dá-me este monte de que o Senhor falou naquele dia; porque tu ouviste, naquele dia, que estavam ali os anaquins, bem como cidades grandes e fortificadas. Porventura o Senhor será comigo para os expulsar, como ele disse.”(Josué 14:12)

VISITANTE NUMERO


Visualizar estatísticas do Blog

PÁGINAS DO BLOG

terça-feira, 8 de junho de 2010

Pare e pense

 “Sadraque, Mesaque e Abede-Nego responderam assim: — Ó rei, nós não vamos nos defender. Pois, se o nosso Deus, a quem adoramos, quiser, ele poderá nos salvar da fornalha e nos livrar do seu poder, ó rei. E mesmo que o nosso Deus não nos salve, o senhor pode ficar sabendo que não prestaremos culto ao seu deus, nem adoraremos a estátua de ouro que o senhor mandou fazer.” (Daniel 3:16 a 18)
                Sadraque, Mesaque e Abede-Nego estavam na frente da pessoa mais poderosa do mundo da época, que havia subjugado seu povo e levado a maior parte cativa para Babilônia. Eles haviam sido nomeado governadores e isso levantou sentimentos de inveja em outros nobres da Babilônia, que ardilosamente tramaram essa situação para eliminar esses três nobres Judeus.
                O que me chama a atenção nesse episódio é a fala desses três personagens, em resposta ao rei: “E mesmo que o nosso Deus não nos salve, o senhor pode ficar sabendo que não prestaremos culto ao seu deus, nem adoraremos a estátua de ouro que o senhor mandou fazer.” Meditando nessa palavra,  fiquei a imaginar como as pessoas de nossa época agiriam? Esses três deram testemunho inconteste de um relacionamento puro e sincero com Deus, não visando próprios interesses, não interessados em progresso material, mas relacionamento baseado no conhecimento de Deus e do que Ele tem para as nossas vidas! Você seria capaz de pronunciar algo semelhante, ao enfrentar uma situação praticamente impossível e onde a superação dependesse unicamente da vontade de Deus?
                É realmente maravilhoso demais poder declarar que “Pois, se o nosso Deus, a quem adoramos, quiser, ele poderá nos salvar da fornalha e nos livrar do seu poder, ó rei!” Mas será que daríamos conta de declarar isso, de todo o coração, e ainda completar como aqueles três jovens, informando ao rei que mesmo que Deus não nos salve, vamos manter firme a nossa fé. A maioria das pessoas hoje em dia se relaciona com Deus de maneira diferente, exigem resultados, querem receber, receber, receber. E quando não recebem, reclamam, ficam investigando possíveis “brechas”, alguns até rebelam-se e passam a declarar-se ateus, como crianças embirradas fazendo pirraça para o papai...
                Busquemos de coração um relacionamento puro e sincero com Deus, não baseado em interesses, não para ser usado como moeda de troca ou amuleto gospel, mas entregues totalmente à sua vontade. Voce saberá que está sendo assim em sua vida quando for capaz de declarar como aqueles três jovens, prestes a adentrar à fornalha ardente e que não titubearam em dizer que mesmo que Deus não os livrasse daquela fornalha, eles continuariam firmes em sua fé, perseverantes morreriam queimados (literalmente).
“Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração; prova-me, e conhece os meus pensamentos; vê se há em mim algum caminho perverso, e guia-me pelo caminho eterno.”    (Salmo 139:23 e 24)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A sua participação é importante. Obrigado!

Inscreva seu e-mail e fique por dentro das atualizações!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...