Para ler NO Deserto

“Agora, pois, dá-me este monte de que o Senhor falou naquele dia; porque tu ouviste, naquele dia, que estavam ali os anaquins, bem como cidades grandes e fortificadas. Porventura o Senhor será comigo para os expulsar, como ele disse.”(Josué 14:12)

VISITANTE NUMERO


Visualizar estatísticas do Blog

PÁGINAS DO BLOG

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

QUEM FOGE DE QUEM AFINAL?


NÓS FUGIMOS DO DIABO, OU O DIABO FOGE DA CRUZ?



Nós fugimos do diabo ou o diabo foge de nós?
 
Deus nos ensina como fazermos guerra espiritual. Na carta aos Coríntios, Deus explica para Paulo como é que funciona.
 

O Apóstolo, o cara que foi ao terceiro céu, experimentou coisas indizíveis, inexplicáveis... foi ele também quem experimentou todo tipo de circunstâncias adversas. Tenho comigo que, se Paulo vivesse no nosso meio, ele seria chamado no mínimo de "pé frio". Daquelas pessoas que dizemos "tudo acontece com ele". Fome, nudez, açoites, prisões, naufrágios, picadas de cobra, furtos, perseguições, frio... Aos coríntios ele conta a história de um espinho na sua carne. Um mensageiro do próprio Satanás presente em seu corpo. Não sei se esse espinho era uma tentação, um problema de saúde ou a convivência com uma daquelas pessoas que a gente nunca gostaria estar perto (sim, elas existem)... Três vezes ele pediu à Deus que tirasse esse espinho da sua carne. Paulo começou a fazer guerra espiritual... 

Ele achava que a solução dos seus problemas estava na ausência das circunstâncias desagradáveis. Paulo falava de espinho, do diabo, com Deus. Mas esse não era o assunto de Deus com ele. Enquanto a expectativa e a angústia daquele homem residia em se ver longe de qualquer coisa complicada e desafiadora, o que Deus dizia a ele era diferente.

Para o apóstolo, o suficiente para sua vida era conseguir ficar o mais longe possível do Diabo, imaginando que dessa foram ele estaria mais perto de Deus. Mas é interessante meditarmos que quanto mais longe do diabo estamos, não necessariamente estamos mais próximos de Deus. Porque a nossa referência não pode estar na distância do nosso inimigo, mas a nossa baliza deve ser o quão próximos estamos de Deus.

O Pai é a nossa verdadeira e absoluta referência. Por isso Deus diz a Paulo: "Paulo, eu não vou falar de diabo com você, eu não vou conversar sobre espinho com você! Eu quero te ensinar a respeito de uma única coisa, e isso será suficiente para você. Eu quero falar com você a respeito da minha Graça". 

Na verdade queridos, o que Deus queria explicar para Paulo era que, não importa o quão perto de nós estejam os problemas, as circunstâncias desafiadoras ou as pessoas inconvenientes e difíceis. Tudo isso pode estar tão perto de nós como se fosse um espinho cravado em nossa carne.

O que na verdade importa é quão próximos estamos de Deus, o quanto buscamos a sua intimidade, a sua Graça e o seu Amor. Porque se entendermos e aplicarmos esse Amor e Graça do Pai à nossa vida, isso será suficiente para nos sustentar, inclusive se isso vier até a nos machucar. Deus diz para o Apóstolo: "Paulo, para mim não importa o quanto você está sofrendo, porque sempre há a minha graça para te sustentar, ela nunca será insuficiente". 

Amados, se estamos com dificuldade em superar os nossos dilemas, tentações e crises, o nosso referencial pode estar errado. Ao invés de tentarmos fugir do Diabo, precisamos nos concentrar em nos aproximarmos de Deus. Ele é suficiente em tudo. A verdadeira guerra espiritual não está no tempo em que ficamos repreendendo, expulsando, evitando o que não nos convém, mas está na diligência, na dedicação e zelo em que nós buscamos aprender mais do amor e da graça do nosso Pai. 

Não tente fugir do Diabo, sem antes se aproximar de Deus. Ao estarmos em Cristo, é o diabo que fugirá de nós... porque na verdade, ele foge da cruz. 

"Submetam-se a Deus, resisti ao Diabo, e ele fugirá de vós" (Tiago 4) 

Nele, que não se preocupa com os espinhos, mas sempre conosco, 

Júnior 
Por José Humberto N. Júnior (@zehumbertojr)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A sua participação é importante. Obrigado!

Inscreva seu e-mail e fique por dentro das atualizações!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...