Para ler NO Deserto

“Agora, pois, dá-me este monte de que o Senhor falou naquele dia; porque tu ouviste, naquele dia, que estavam ali os anaquins, bem como cidades grandes e fortificadas. Porventura o Senhor será comigo para os expulsar, como ele disse.”(Josué 14:12)

VISITANTE NUMERO


Visualizar estatísticas do Blog

PÁGINAS DO BLOG

terça-feira, 4 de outubro de 2011

A VERDADEIRA VITÓRIA!

A VERDADEIRA VITÓRIA!

  “Ó Deus, nós ouvimos com os nossos próprios ouvidos aquilo que os nossos antepassados nos contaram. Ouvimos falar das grandes coisas que fizeste no tempo deles, há muitos anos. Eles contaram como expulsaste os povos pagãos e puseste o teu povo na terra deles. Contaram como castigaste as outras nações e fizeste o teu povo progredir. Não foi com espadas que os nossos antepassados conquistaram aquela terra; não foi com o seu próprio poder que eles venceram. Eles venceram com o teu poder, com a tua força e com a luz da tua presença. Assim tu mostraste o teu amor por eles. Tu és o meu Rei e o meu Deus. Tu dás a vitória ao teu povo. Com o teu poder vencemos os nossos inimigos e, com a tua presença, derrotamos os nossos adversários. Não é no meu arco que eu confio, e não é a minha espada que me dá a vitória. Pois foste tu que nos livraste dos nossos inimigos e venceste aqueles que nos odeiam. Nós te louvaremos o dia todo; nós te somos gratos para sempre.” (SALMOS 44:1 a 8)

Dálton Curvello
 O Salmista inicia declarando que eles (sua geração) ouviram de seus antepassados sobre as maravilhas que DEUS havia realizado. Esse doutrinamento está de acordo com Deuteronômio 11, logo depois, o Salmista passa a declarar que DEUS é o seu DEUS, e que NADA é conquistado pela força do próprio braço (Não é no meu arco que eu confio, e não é a minha espada que me dá a vitória.).

Quero lhe perguntar o seguinte: Como você está comunicando à próxima geração os feitos de DEUS? Ou não está comunicando? Será que você é mais um entre tantos cristãos que preferem “terceirizar“ esse ensinamento para as igrejas, entendendo que religião é algo para ser praticado nas dependências daquela instituição? Preste atenção, caro leitor. Deus está nos falando que através dessa interação com as gerações mais novas estaremos incutindo nelas o temor do Senhor, espírito de gratidão a DEUS, uma espécie de vacina contra o vírus da vaidade e auto-suficiência, tão naturais ao ser humano, e que o leva à separação de Deus.

Quando não assumimos essa posição de estar permanentemente atentos ao tipo de mensagem que estamos repassando a estas gerações, tornamo-nos responsáveis pelas conseqüências desastrosas de um mundo aonde o egoísmo, a falta de gratidão e o egocentrismo está cada dia mais na moda.

Por outro lado, quando nos prostramos aos pés do PAI, reconhecendo nossas falhas, nossa imperfeição, nossas fraquezas, quando dia após dia demonstramos com nosso viver que Deus está no controle e que sem Ele não há conquista, não há vitória, que nada é obtido “pela força do braço”, do intelecto, da justiça própria, então, tornamo-nos fortes, então as novas gerações saberão em quem confiar, então o amor (leia 1Coríntios 13) triunfará!

PENSE NISTO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A sua participação é importante. Obrigado!

Inscreva seu e-mail e fique por dentro das atualizações!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...