Para ler NO Deserto

“Agora, pois, dá-me este monte de que o Senhor falou naquele dia; porque tu ouviste, naquele dia, que estavam ali os anaquins, bem como cidades grandes e fortificadas. Porventura o Senhor será comigo para os expulsar, como ele disse.”(Josué 14:12)

VISITANTE NUMERO


Visualizar estatísticas do Blog

PÁGINAS DO BLOG

quarta-feira, 23 de março de 2011

OVELHAS OU CAVALOS DE CORRIDA? Protegendo o investimento

OVELHAS OU CAVALOS DE CORRIDA? Protegendo o investimento

“Eu sou o bom Pastor; o bom Pastor dá a sua vida pelas ovelhas. Mas o mercenário, e o que não é pastor, de quem não são as ovelhas, vê vir o lobo, e deixa as ovelhas, e foge; e o lobo as arrebata e dispersa as ovelhas. Ora, o mercenário foge, porque é mercenário, e não tem cuidado das ovelhas.” (João 10: 11 a 13)

Dálton Curvello
O Capítulo dez do Evangelho de João é bastante conhecido. Numa das declarações de “EU SOU” de Jesus, Ele afirma ser o BOM PASTOR. Essas declarações de Jesus relatadas por João sempre me impactaram muito, pois fazem referência direta ao mesmo “EU SOU” que encontrou Moisés em pleno deserto, fugindo de Faraó. “E disse Deus a Moisés: EU SOU O QUE SOU. Disse mais: Assim dirás aos filhos de Israel: EU SOU me enviou a vós. E Deus disse mais a Moisés: Assim dirás aos filhos de Israel: O SENHOR Deus de vossos pais, o Deus de Abraão, o Deus de Isaque, e o Deus de Jacó, me enviou a vós; este é meu nome eternamente, e este é meu memorial de geração em geração.” (Êxodo 3:14 e 15)

Agora, Jesus declara: “EU SOU o bom pastor.” Em seguida, fala de uma outra figura, que não sendo pastor, mas sim mercenário (Definição de mercenário: Soldado que trabalha em troca de soldos(pagamentos) sem ligações patrióticas, ideais ou fidelidade. Diz se do profissional que trabalha visando o lucro, sem se importar com as regras, ética ou principíos impostos pela profissão que escolheu.)

(latim mercenarius, -a, -um, assalariado, alugado, pago, comprado)
adj. s. m.
1. Que ou aquele que trabalha, ou serve, por dinheiro.
2. Que ou quem é movido apenas pelo interesse pessoal e material. = interesseiro
s. m.
3. Soldado que serve por dinheiro um governo estrangeiro.

Há mais de dois mil anos atrás, Jesus alertava seus seguidores de que haveriam mercenários se fazendo passar por pastores,  pessoas movidas por ganância, visando apenas o lucro, que não titubeiam em abandonar as ovelhas, ao menor sinal de problema, pois seu real interesse é em si próprios, seus bens e suas polpudas rendas.

Não são pastores de ovelhas, mas sim cuidadores de cavalos de corrida.
O pastor, se importa realmente com a vida das ovelhas (Lucas 15)
O criador de cavalos de corrida, sacrifica o animal doente, pois não aceita prejuízo (Exemplo AQUI)
O Pastor, conforme a bíblia atesta, apascenta as ovelhas

v.t. Levar a pastar, pastorear: apascentar o rebanho.
Alimentar, nutrir.
Fig. Recrear: apascentar a vista, os olhos.
Doutrinar.

Mas tem algo mais interessante. Ao serem tratados como cavalos de corrida, cujo objetivo é dar lucro, servir ao seu cuidador, muitos irmãos passam a aceitar e comportar-se de maneira a perpetuar essa prática, assumindo eles mesmos posição de submissão total, transformando o que deveria ser o aprisco do Senhor, num haras particular. Trocam o cuidado do verdadeiro pastor (Jesus) pelo aparente conforto material, promessa de prosperidade futura do haras,  submetendo-se inclusive a humilhações públicas.
Cito como exemplo a história, verdadeira, de um médico (cirurgião plástico) em Goiânia, freqüentador de uma dessas igreja-haras. Há alguns anos atrás, esse doutor arrumou um emprego em sua clínica para uma irmãzinha da igreja que passava por necessidades. Em pouco tempo essa irmãzinha percebeu muitas incoerências de comportamento ético-cristãs, demitindo-se da clínica. Não contente em apenas sair do emprego, esta aproveitou um culto de vigília da igreja para escancarar a situação, expondo publicamente o tal doutor, que ficou furioso e deixou a igreja. Como eu fazia parte da liderança, fui diversas vezes ao “pastor” solicitar que fôssemos visitar o irmão ferido, visando esclarecer a questão e trazê-lo de volta ao convívio da igreja, porém ele declinava do convite todas as vezes, até que um dia falou-me o porquê. Disse textualmente: “Não vou atrás desse irmão. Se ele quiser sair, saia. Ele não é dizimista”.

A frase acima sintetiza o verdadeiro sentimento que move o coração daquele pastor, o de mercenário, que somente iria atrás de um membro de seu "plantel"que estivesse dando lucro, ou seja, aí sim ele iria "protejer seu investimento". Note que confere com a definição do dicionário.

Para finalizar, soube que o tal doutor, após algum tempo voltou ao convívio da igreja-haras,  estando perfeitamente integrado aos demais daquele “plantel”. Curioso, não?

O que nos conforta é que está cada dia mais próximo o dia em que Deus chamará esses que têm transformado o aprisco do Senhor em haras para um acerto de contas:

“Filho do homem, profetiza contra os pastores de Israel; profetiza, e dize aos pastores: Assim diz o Senhor DEUS: Ai dos pastores de Israel que se apascentam a si mesmos! Não devem os pastores apascentar as ovelhas? Comeis a gordura, e vos vestis da lã; matais o cevado; mas não apascentais as ovelhas. As fracas não fortalecestes, e a doente não curastes, e a quebrada não ligastes, e a desgarrada não tornastes a trazer, e a perdida não buscastes; mas dominais sobre elas com rigor e dureza. Assim se espalharam, por não haver pastor, e tornaram-se pasto para todas as feras do campo, porquanto se espalharam.” (Ezequiel 34: 2 a 5)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A sua participação é importante. Obrigado!

Inscreva seu e-mail e fique por dentro das atualizações!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...