Para ler NO Deserto

“Agora, pois, dá-me este monte de que o Senhor falou naquele dia; porque tu ouviste, naquele dia, que estavam ali os anaquins, bem como cidades grandes e fortificadas. Porventura o Senhor será comigo para os expulsar, como ele disse.”(Josué 14:12)

VISITANTE NUMERO


Visualizar estatísticas do Blog

PÁGINAS DO BLOG

sexta-feira, 8 de abril de 2011

REALENGO CLAMA: POR QUÊ, SENHOR?

REALENGO CLAMA: PORQUÊ, SENHOR?

“Vós sois o sal da terra; e se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta senão para se lançar fora, e ser pisado pelos homens. Vós sois a luz do mundo; não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte; Nem se acende a candeia e se coloca debaixo do alqueire, mas no velador, e dá luz a todos que estão na casa. Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus.”(Mateus 5:13 a 16)
Dálton Curvello
ONTEM aconteceu a maior tragédia dos últimos anos no Brasil, conforme amplamente divulgado por toda a imprensa. A tragédia de Realengo, como já está sendo chamada, comoveu toda a nação, arrancando lágrimas até da presidente Dilma.


DURANTE o dia de ontem, muitas manifestações em blogs Cristãos confortavam e traziam um pouco da palavra de Deus sobre o ocorrido: O pastor Hermes Fernandes escreveu em seu blog:  “O que a Carta do Assassino de Realengo no Revela”. Comentando um trecho da carta deixado pelo maníaco suicida, o pastor Hermes nos exorta sobre os riscos do fundamentalismo religioso, um alerta a todos nós. Vale à pena conferir a mensagem.


O pastor Renato Vargens, publicou mensagens ao longo do dia: “A tragédia de Realengo”, “O massacre de Realengo” e outras, conclamando os irmãos a dobrar os joelhos e clamar por misericórdia a Deus: “Caro leitor, diante disto resta-nos rogar ao Senhor que tenha misericórdia da população do nosso Estado. Convoco portanto, a Igreja de Cristo a jejuar e orar rogando ao Todo-Poderoso que intervenha no Rio de Janeiro, trazendo sobre essa população sofrida bálsamo e alivio para sua dor e desespero. Isto posto, sugiro aos pastores, líderes e igrejas que separem um tempo em seus cultos para orar pelo Rio de Janeiro.”(Renato Vargens)


MAS uma cena que mais me impactou na cobertura do evento, foi o choro de uma avó, seu desespero pela perda da neta, que vinha sendo criada por ela e foi morta brutalmente. Ainda amparada por pessoas que a cercavam, essa avó gritava e chorava: “POR QUÊ SENHOR? POR QUÊ, SENHOR?”
FIQUEI parado alguns instantes meditando naquelas palavras, percebendo o tamanho da dor e solidarizando-me com aquelas pessoas enlutadas e que simplesmente não conseguiam entender a lógica de tal brutalidade.


PROVAVELMENTE vão surgir mensagens falando de fogo do céu, castigo Divino, ira de Deus por algum “pecado oculto” ou bizarrices do tipo; Talvez apareçam teólogos defendendo Deus, afirmando que nem Ele tem controle sobre o que acontece, comparando o criador a alguém que fez um brinquedinho, deu corda e não pode mais intervir.
PARTICULARMENTE, prefiro ficar com a Bíblia. Prefiro crer na soberana vontade de Deus, onipresente, onisciente e detentor de todo o PODER. Não creio que eu consiga entender, com a minha mente limitada e imperfeita, acontecimentos desse tipo. Pretendo mesmo perguntar para Deus quando estiver com ele no paraíso, mas creio que Ele compreende até nossa dificuldade em compreender.


No momento, faço côro com aquelas vozes, tendo ao nosso lado, inúmeros Salmistas, que igualmente se derramaram diante de Deus em momentos angustiantes como esses:

SALMO 10  ”Por que estás ao longe, SENHOR? Por que te escondes nos tempos de angústia? Os ímpios na sua arrogância perseguem furiosamente o pobre; sejam apanhados nas ciladas que maquinaram. Porque o ímpio gloria-se do desejo da sua alma; bendiz ao avarento, e renuncia ao SENHOR. Pela altivez do seu rosto o ímpio não busca a Deus; todas as suas cogitações são que não há Deus. Os seus caminhos atormentam sempre; os teus juízos estão longe da vista dele, em grande altura, e despreza aos seus inimigos. Diz em seu coração: Não serei abalado, porque nunca me verei na adversidade. A sua boca está cheia de imprecações, de enganos e de astúcia; debaixo da sua língua há malícia e maldade. Põe-se de emboscada nas aldeias; nos lugares ocultos mata o inocente; os seus olhos estão ocultamente fixos sobre o pobre. Arma ciladas no esconderijo, como o leão no seu covil; arma ciladas para roubar o pobre; rouba-o, prendendo-o na sua rede. Encolhe-se, abaixa-se, para que os pobres caiam em suas fortes garras. Diz em seu coração: Deus esqueceu-se, cobriu o seu rosto, e nunca isto verá. Levanta-te, SENHOR. O Deus, levanta a tua mão; não te esqueças dos humildes. Por que blasfema o ímpio de Deus? dizendo no seu coração: Tu não o esquadrinharás? Tu o viste, porque atentas para o trabalho e enfado, para o retribuir com tuas mãos; a ti o pobre se encomenda; tu és o auxílio do órfão. Quebra o braço do ímpio e malvado; busca a sua impiedade, até que nenhuma encontres. O SENHOR é Rei eterno; da sua terra perecerão os gentios. SENHOR, tu ouviste os desejos dos mansos; confortarás os seus corações; os teus ouvidos estarão abertos para eles; Para fazer justiça ao órfão e ao oprimido, a fim de que o homem da terra não prossiga mais em usar da violência.”    

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A sua participação é importante. Obrigado!

Inscreva seu e-mail e fique por dentro das atualizações!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...