Para ler NO Deserto

“Agora, pois, dá-me este monte de que o Senhor falou naquele dia; porque tu ouviste, naquele dia, que estavam ali os anaquins, bem como cidades grandes e fortificadas. Porventura o Senhor será comigo para os expulsar, como ele disse.”(Josué 14:12)

VISITANTE NUMERO


Visualizar estatísticas do Blog

PÁGINAS DO BLOG

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

A queda de um ditador

A QUEDA DE UM DITADOR

Dálton Curvello
“Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres. Bem sei que sois descendência de Abraão; contudo, procurais matar-me, porque a minha palavra não entra em vós. Eu falo do que vi junto de meu Pai, e vós fazeis o que também vistes junto de vosso pai. Responderam, e disseram-lhe: Nosso pai é Abraão. Jesus disse-lhes: Se fósseis filhos de Abraão, faríeis as obras de Abraão. Mas agora procurais matar-me, a mim, homem que vos tem dito a verdade que de Deus tem ouvido; Abraão não fez isto. Vós fazeis as obras de vosso pai. Disseram-lhe, pois: Nós não somos nascidos de prostituição; temos um Pai, que é Deus. Disse-lhes, pois, Jesus: Se Deus fosse o vosso Pai, certamente me amaríeis, pois que eu saí, e vim de Deus; não vim de mim mesmo, mas ele me enviou. Por que não entendeis a minha linguagem? Por não poderdes ouvir a minha palavra. Vós tendes por pai ao diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai. Ele foi homicida desde o princípio, e não se firmou na verdade, porque não há verdade nele. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso, e pai da mentira.”(João  8:36 a 44)
                Neste final de semana os noticiários do mundo todo informavam: Caiu o ditador Hosni Mubarak, após tantos dias de protesto e a morte de centenas de Egípcios que, descontentes com trinta anos de domínio exigiam sua liberdade. Agora os jornais nos informam que esse ditador, agora afastado, enriqueceu-se exorbitantemente, à custa da exploração do povo egípcio, praticando um sistema de corrupção instituída.
                Ao assistir as manifestações, parei um pouco para recordar os fatos dos últimos trinta anos, em que praticamente nunca se ouviu falar de descontentamento no Egito. Curiosamente, essa mesma revolução segue sua conta libertadora, movida principalmente através da internet e que ainda resultará na queda de outros ditadores...
                Mas que eu quero chamar a atenção para um fenômeno semelhante, que invade os redutos new-gospel tupiniquins. Nos últimos anos, temos visto algo semelhante nos redutos evangélicos da ala Neo-pentecostal, em que ditadores (pastores, bispos, apóstolos, o nome varia, mas o cargo é o mesmo...) dominam com mão de ferro uma multidão de habitantes (fiéis, seguidores, membros), garantindo seu enriquecimento e escorados num sistema humano e corrupto. Porém, nos últimos meses, começa a se esboçar uma mudança neste cenário, em que creio eu, movidos pela mão de Deus, muitos têm se levantado para desmascarar, alertar esse povo cativo, chamá-los à liberdade.
                E não precisamos ir muito longe para ver algo assim. Aqui mesmo em Goiânia, eu presenciei o nascimento de um desses imperadores, cujo domínio eclesiástico a esta altura, tal qual Mubarak já começa a dar sinais de que  não engana mais toda a multidão, e em breve Deus o removerá. É lógico que no início desse processo há discussão entre o povo que o segue. Como no Egito, onde mesmo oprimidos e explorados, havia uma multidão de fiéis e cegos seguidores de Mubarak, dispostos a enfrentar os “infiéis rebeldes”, nesses redutos também ocorrem disputas, pessoas dispostas a defender seu iluminado líder apóstata.
                Meu conselho a esses ditadores, pseudo-pastores que transformam a Casa de Deus em sua empresa particular, utilizando-a como cabide de emprego para nora e filho, enriquecendo-se descaradamente sob o manto de “sustentar missionários no exterior”, ou coisa parecida, é que sigam o exemplo de Mubarak, pois Deus não vai permitir que essa situação se perpetue, e o povo já dá sinais de que anseia por liberdade.
                A VERDADEIRA liberdade, aquela à qual Jesus se refere quando nos diz “verdadeiramente sereis livres”.
                E você, caro leitor, é verdadeiramente LIVRE, ou sua espiritualidade é dominada por um desses ditadores gospel tupiniquins, que te incutem inúmeras superstições e medos, colocando-se como o “guru” da vez, o “ungido” infalível e com poderes sobrenaturais, mas que na realidade visa apenas e tão somente sua carteira?
                

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A sua participação é importante. Obrigado!

Inscreva seu e-mail e fique por dentro das atualizações!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...