Para ler NO Deserto

“Agora, pois, dá-me este monte de que o Senhor falou naquele dia; porque tu ouviste, naquele dia, que estavam ali os anaquins, bem como cidades grandes e fortificadas. Porventura o Senhor será comigo para os expulsar, como ele disse.”(Josué 14:12)

VISITANTE NUMERO


Visualizar estatísticas do Blog

PÁGINAS DO BLOG

quinta-feira, 10 de março de 2011

ESTATÍSTICA

ESTATÍSTICA

“Não se amoldem ao padrão deste mundo, mas transformem-se pela renovação da sua mente, para que sejam capazes de experimentar e comprovar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.”(Romanos 12:2)

Dálton Curvello
Assistindo à TV ontem, notei num dos noticiários da Globonews uma chamada para matéria referente à operação carnaval nas estradas Brasileiras. Para um determinado estado, foi transmitida uma “noticia boa”: O número de mortos nas estradas, durante o carnaval diminuiu em relação ao ano passado. Peraí. Notícia boa??? Por um instante me peguei concordando com o repórter, mas um alerta soou em minha mente. Como pode ser notícia boa, se pessoas morreram? Será que os seus parentes concordariam com isso? Creio que não.

Estamos nos embrutecendo, estamos nos acostumando, estamos nos amoldando com o padrão deste mundo. Padrão este que definitivamente não segue os padrões estabelecidos por Deus. Lembrei-me do poema de Marina Colasanti, que num trecho diz:

“A gente se acostuma a abrir o jornal e a ler sobre a guerra. E, aceitando a guerra,
aceita os mortos e que haja números para os mortos. E, aceitando os números, aceita
não acreditar nas negociações de paz. E, não acreditando nas negociações de paz,
aceita ler todo dia da guerra, dos números, da longa duração”.
 (Marina Colasanti. Eu sei, mas não devia)

E para piorar as coisas, fui pesquisar e constatei que, diferente da idéia passada pela matéria, os jornais de quase todo o país retratavam o contrário, conforme algumas manchetes que reproduzo abaixo. Tem até um quadro com informações da PRF com as estatísticas:

“Número de mortos por acidentes no Carnaval é o mais alto em 5 anos” (UOL NOTÍCIAS)

Rodovias federais têm 189 mortes em cinco dias
Só na terça-feira foram 23 mortes, segundo a Polícia Rodoviária Federal. No carnaval de 2010, houve 143 mortes em seis dias.
 “No quinto dia da Operação Carnaval, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) contabiliza a morte de 23 pessoas nas estradas federais do país, segundo boletim divulgado nesta quarta-feira (9). Da zero hora às 23h59 da terça-feira (8), houve 534 acidentes, com 369 feridos. Nos cinco dias da operação, o número de acidentes chega a 3.563 e o de mortos, a 189. O total de mortes em cinco dias neste ano supera o número registrado em seis dias de operação no carnaval 2010. Durante toda a operação do ano passado, que foi realizada entre a 0h de sexta-feira (12 de fevereiro) e a meia-noite de quarta-feira (17 de fevereiro), ocorreram 3.233 acidentes e 143 mortes.” (GLOBO.COM)
Dia da operação
Nº de mortes
Nº de acidentes
Nº de feridos
Sexta (4/3)
37
962
394
Sábado (5/3)
58
1.046
555
Domingo (6/3)
34
611
524
Segunda (7/3)
37
410
310
Terça (8/3)
23
534
369
Total
189
3.563
2.152

Fonte: Polícia Rodoviária Federal

Deixo um alerta para todos nós. A notícia em si não é algo ruim ou nocivo, mas como nós reagimos a ela sim! A notícia trás informação, trás estatística. Representa um trabalho profissional, com informação e dados comparativos.

Como reagiremos à notícia é que demonstra se estamos nos conformando ou não. Se a notícia for apenas lida e esquecida, ou pior, ignorada,  representa elevado grau de conformismo com a situação.

Se pelo contrário, ela gera indignação, repulsa, desejo de se solidarizar com os feridos, estamos chegando perto.

O que você vai fazer a respeito?


“Alegrem-se com os que se alegram; chorem com os que choram. Tenham uma mesma atitude uns para com os outros. Não sejam orgulhosos, mas estejam dispostos a associar-se a pessoas de posição inferior. Não sejam sábios aos seus próprios olhos.”(versos 15 e 16)

O apóstolo Paulo, falando a respeito de culto racional, orienta a não se conformar com os padrões do mundo, mas buscar renovar a mente diariamente, visando experimentar a perfeita, boa e agradável vontade de Deus. Em seguida, fala do envolvimento que os irmãos devem ter uns com os outros, servir o próximo com seus dons, alegrar-se com os que se alegram e chorar com os que choram.

O que vemos hoje em dia é o contrário. Igrejas lotadas de pessoas que mal se conhecem, interessadas em buscar sua própria bênção e dispostas a associar-se sempre com alguém superior, alguém que tenha algo a lhes oferecer, mas quase nunca desejam se ligar, se aproximar daqueles que por algum motivo estejam (segundo seu conceito torto) em posição inferior.

Analise. Pense. No próximo culto que você for, dê uma olhada à sua volta. Se o pastor mandar você “sorrir” para o irmão que está ao seu lado, tente fazê-lo com sinceridade de coração, busque um olhar aflito e ofereça apenas um abraço apertado, um ombro amigo.

Vamos fugir da estatística?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A sua participação é importante. Obrigado!

Inscreva seu e-mail e fique por dentro das atualizações!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...